sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Primeiro Plano de Comunicação da Câmara de São Luís será entregue em fevereiro


O primeiro Plano de Comunicação Estratégica da Câmara Municipal de São Luís, a quarta mais antiga do país e que é comandada pelo vereador Osmar Filho (PDT), será entregue e apresentado à presidência da Casa Legislativa no mês de fevereiro.

A elaboração do documento terá por base dados obtidos por meio de pesquisa de comunicação organizacional apresentados nesta sexta-feira, 21, à Diretoria de Comunicação da Casa.

A apresentação dos resultados da pesquisa realizada ano passado e a prévia do Plano de Comunicação para o ano de 2021 foram apresentados à Direção de Comunicação e finalizou o processo de transição no setor.

Foi isto que explicou o jornalista Glaucio Ericeira, que dirigiu o setor no último biênio e, a partir de agora, estará engajado em outra função ligada diretamente à Presidência da Câmara.

“Gostaria de parabenizar a comissão, formada por profissionais da Câmara, pela realização da pesquisa [feita junto ao público interno], cujos resultados balizarão o primeiro Plano de Comunicação da Casa. Com esta apresentação realizada hoje, finalizo com chave de ouro e muito satisfeito meu período de trabalho na Direção de Comunicação”, destacou Ericeira, elencando diversas outras conquistas comunicacionais obtidas pela gestão Osmar Filho, tais como implementação do novo site; criação do aplicativo da Casa; transmissão ao vivo das sessões plenárias via YouTube; fortalecimento das redes sociais institucionais; dentre outras.

Já para o jornalista Marco Aurélio D’Eça, que iniciará o trabalho à frente do Setor na semana que vem, o momento foi marcado por uma boa surpresa. “Fiquei, ao mesmo tempo, muito surpreso e feliz por ver que esta comissão feita por jovens já realizou um trabalho com tanta qualidade. Chego ao setor com um material muito bom e isto garantirá embasamento para buscar constantes melhorias na Comunicação da Casa. Parabéns a todos”, assinalou.

Para o gestor do setor de Qualidade da Câmara Municipal de São Luís, Bruno Lima, a realização de pesquisa na Casa e a elaboração do Plano de Comunicação para o ano de 2021 vão ao encontro da política já implementada na instituição. “O trabalho foi muito bem feito e está de acordo com a Política que já existe na Casa. Desenvolver um trabalho baseado em planejamento estratégico, com pesquisa e justificativas embasadas nela, terá como resultado um trabalho com muito mais qualidade”, enfatizou.

A Relações Públicas Clarissa Soares foi a responsável por apresentar a prévia do Plano de Comunicação para o ano de 2021 aos presentes. Segundo a profissional, o documento pioneiro da Casa terá como objetivo principal o desenvolvimento da Comunicação de forma mais estratégica e integrada na Casa Legislativa.

PESQUISA - Ano passado, foi criada uma comissão, formada por servidores do setor de Comunicação, que ficou responsável pela elaboração do Plano de Comunicação da Câmara para 2021. Para elaborar o documento, a comissão necessitou de informações acerca da área de Comunicação e também elaborou e aplicou uma pesquisa junto aos servidores.

“Inicialmente, a comissão formada elaborou um questionário com 16 questões objetivas e 6 subjetivas e o aplicou nos dias 02 e 03 de dezembro junto a 81 servidores – o que correspondeu a 27% do público interno da Câmara. Integrantes da comissão também realizaram entrevistas semiestruturadas com gestores. Logo após, analisamos os dados obtidos pela pesquisa e hoje estamos apresentando este resultado ao diretor de Comunicação”, explicou a técnica em Relações Públicas Larissa Viveiros durante a apresentação da pesquisa e dos resultados obtidos.

A pesquisa abordou as áreas de “Comunicação Institucional”, “Comunicação Interna” e “Comunicação Externa” da Câmara Municipal de São Luís. Como resultado, a pesquisa mostrou, dentre outros, que há oportunidade para o setor de Comunicação desenvolver maior integração do público interno e buscar maior aproximação da Câmara com o público externo.

Prefeitos querem polícias Militar e Civil na fiscalização de proibição de festas carnavalescas nas cidades


Os prefeitos do Maranhão querem as polícias Militar e Civil na fiscalização do decreto estadual e orientações do Ministério Público do Estado do Maranhão sobre aglomerações no período do carnaval deste ano. A sugestão foi apresentada pelo secretário geral da Famem, prefeito João Igor (São Bernardo), durante reunião virtual promovido pela Procuradoria Geral de Justiça e entidade municipalista para debater as “Orientações sobre a prevenção da Covid-19 no período de Carnaval”, realizada nesta quinta-feira, 22.

“A Federação dos prefeitos está de acordo com o decreto de proibição de realização do carnaval no Estado. Vamos lutar para manter os índices da Covid-19 sempre baixos até concluirmos a vacinação reforçando o poder de fiscalização nos municípios”, disse João Igor durante a reunião em que representou a diretoria da Famem.

A reunião foi coordenada pelo procurador-geral de Justiça, Eduardo Nicolau, e contou com participação de prefeitos dos municípios de Rosário, Codó, Arari, Parnarama, São Félix de Balsas, Igarapé do Meio, Olinda Nova do Maranhão, Buriti Bravo, Santa Inês, Balsas, Timbiras, Sambaíba, Sítio Novo, Porto Franco, Satubinha, Paraibano, Santa Luzia do Paruá, Miranda do Norte, Vitorino Freire, Davinópolis, Nova Colinas, São Francisco do Brejão, Maranhãozinho e Arame. Promotores de Justiça, secretários de Saúde e assessores de prefeituras também participaram da reunião.

O procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, prometeu entrar em contato o mais rápido possível com o secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela, para tratar do assunto.

Recomendações


A recomendação do Ministério Público do Estado do Maranhão, editada no dia 18 de janeiro, está baseado em providências: orienta os prefeitos a não promoverem festividades carnavalescas; proibir o licenciamento de atividades festivas privadas durante o período, e, por fim, solicita aos gestores municipais que fiscalizem as providências anteriores contando com a participação do aparelho de segurança estadual e municipal, no caso as guardas municipais.

“Temos que fazer um Maranhão melhor. Juntos, precisamos ter cautela. Não podemos deixar que ocorra uma situação semelhante à de Manaus. Todos nós já sofremos e perdemos conhecidos neste período de pandemia. Precisamos evitar qualquer possibilidade de aglomeração”, enfatizou Eduardo Nicolau.

O prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo, considera importantes as recomendações do MPMA e o diálogo entre gestores e promotores de Justiças. “Todos nós estamos preocupados, sabemos que o carnaval realizado em praças pelo poder público está proibido, por outro lado temos que fiscalizar as aglomerações em espaços privados. Para isso precisamos contar com a efetiva fiscalização da Segurança Pública e dos órgãos estaduais e municipais da Saúde”, assinalou Deoclides Macedo. 

A promotoria de Justiça, Nahyma Ribeiro Abas, coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Probidade Administrativa (CAOp-ProAd), concorda com mais rigor na fiscalização. “Os promotores estão empenhados em adotando estratégias para prevenir novos contágios pelo novo caronavírus. O Carnaval é uma preocupação. Portanto, a saúde é o bem mais importante que o Ministério Público pode tutelar nesse momento”.

Fufuca Dantas é eleito presidente do Consórcio Intermunicipal Multimodal


Nesta terça-feira, 19, aconteceu a eleição da Nova Diretoria do Consórcio Intermunicipal Multimodal (CIM), no Auditório do Sebrae, em São Luís, capital do Maranhão. Na oportunidade, o prefeito de Alto Alegre do Pindaré, Fufuca Dantas (PP), foi eleito o novo presidente para o biênio 2021/2022.

“Agradeço aos colegas prefeitos que me elegeram por unanimidade para presidir o Consórcio Intermunicipal Multimodal pelos próximos anos. Temos agora a missão de renovar, democratizar, modernizar e garantir a transparência para nossa entidade. Contem com a gente”, disse o prefeito e presidente eleito, Fufuca Dantas. 

Apesar de criado em função do modal ferroviário, com foco nos municípios afetados pela Estrada de Ferro Carajás, o Consórcio Intermunicipal Multimodal é uma associação que trabalha pelo desenvolvimento social e econômico dos municípios associados a nível multimodal, por meio de orientações sobre recolhimento de tributos municipais, compensações socioeconômicas e ambientais, parcerias e convênios.

De acordo com a Lei no 11.107, de 2005, o consórcio de direito público constituído por municípios brasileiros que têm interesse comum de melhorar a qualidade de vida da população, com a missão de prestar mútua assistência para promover o desenvolvimento.

Atualmente, no CIM estão associados 26 municípios, sendo 25 no Maranhão e 01 no Pará.

Cresce o uso de atendimentos em canais digitais durante a pandemia no Brasil e no Maranhão


Com o distanciamento social, as facilidades do ambiente digital marcaram o relacionamento entre empresas e clientes em 2020

Após o final do ano de 2020, muitas análises e reflexões foram feitas em vários setores mercadológicos. O mundo inteiro viveu e ainda vive um período de incertezas em relação aos altos e baixos acerca de tudo o que diz respeito ao novo coronavírus. Neste contexto, os impactos na rotina das pessoas trazem um cenário diferenciado, em que as empresas de todos os setores precisam se preocupar ainda mais com a qualidade de vida da população.

Segundo a Reach (empresa do ramo de soluções integradas de marketing digital), as conversas entre marcas e consumidores via WhatsApp, no Brasil, no ano passado, tiveram um crescimento de quase 800%, quando comparado a 2019. A plataforma também registrou neste intervalo de tempo um aumento de quase 80% de seus usuários interagindo com as marcas pelo WhatsApp.

Uma das empresas que já utilizava a ferramenta e aproveitou para incrementar ainda mais seus serviços, foi a Equatorial Maranhão que dispõe de uma assistente virtual, a Clara, e oferece aos clientes a possibilidade de registrar falta de energia, emissão de segunda via de conta, código de barras para pagamentos, consulta de débitos, solicitação de religação e cadastro no programa Tarifa Social Baixa Renda.

Além da Clara, por meio do WhatsApp, a empresa ainda oferece outras formas de atendimento por meios digitais, que possibilitam ao cliente um mundo de serviços sem a necessidade de deslocamento, aglomerações e filas. O site da empresa www.equatorialenergia.com.br é uma verdadeira agência virtual, por meio dele é possível encontrar solução para mudança de data de vencimento da fatura, atualização de dados, troca de titularidade, solicitação de ligação nova e desligamento e, até mesmo, pagamento por meio de cartão de crédito e ainda negociação de débitos, tudo on-line. E quem prefere utilizar aplicativos para tudo, é possível também baixar o APP Equatorial Energia e ter tudo isso ao alcance na palma da mão, a qualquer momento em seu smartphone.

A Gerente de Gestão de Clientes da empresa destacou o volume de atendimentos digitais quando comparado com os demais oferecidos pela companhia. “Em todo o Grupo Equatorial Energia, em média 125 mil atendimentos são feitos por dia através dos nossos canais de atendimentos digitais. Só na Equatorial Maranhão durante o ano de 2020, os atendimentos feitos pelo site, aplicativo e WhatsApp somam quase 9 milhões. Ainda no ano passado, os números de atendimentos digitais superaram em 60% aqueles feitos nas agências presenciais e pelos atendentes da central 116. Entre todos os atendimentos feitos, 40% foram via site e aplicativo, já a ferramenta WhatsApp recebeu aproximadamente 2 milhões de solicitações durante o ano”, ressaltou Fernanda Leão.

Apesar da praticidade oferecida por todos esses canais digitais, existem sim diferentes perfis, e algumas pessoas ainda preferem buscar um atendimento presencial. Isso pode ocorrer por falta de acesso à internet, falta de aptidão tecnológica ou, até mesmo por uma questão de escolha. Pensando nesses diferentes perfis, a companhia implementou em algumas de suas agências de atendimento presencial, um espaço totalmente digital que possibilita o autoatendimento com mais independência e agilidade nas solicitações. Nestes espaços, a distribuidora dispõe ainda, de colaboradores que podem auxiliar às pessoas que buscam um atendimento mais ágil, mas que porventura ainda encontram certa dificuldade em realizar os serviços sozinhas. Estes espaços digitais estão localizados na agência do bairro Cohafuma, em São Luís e nos municípios de Imperatriz, Bacabal e, em breve, na cidade de Timon.

Para Marcelo Augusto, Gerente Corporativo de Digital e Inovação, essas ferramentas mudaram a forma de comportamento do cliente. “Clientes buscam, em todo lugar, experiências com mais agilidade e facilidade. Ninguém quer mais se deslocar e esperar na fila para realizar um serviço simples. Por isso, o Grupo Equatorial tem investido muito na evolução de nossas ferramentas digitais, proporcionando aos clientes da Equatorial Maranhão melhores experiências. Durante o ano de 2020, investimos em mais tecnologia e aumentamos a disponibilidade de serviços automatizados nos canais digitais, a exemplo do pagamento da conta de energia por meio de cartão de crédito e do parcelamento de débitos personalizado, em um ambiente seguro, no próprio site da distribuidora. Ouvimos nossos clientes, que pediram essas facilidades no ambiente digital, para facilitar o dia a dia, e entregamos mais estes serviços que podem ser resolvidos com poucos cliques”, enfatizou Marcelo.

Canais de atendimentos digitais:

Clara (assistente virtual via WhatsApp): (98) 2055-0116


APP: Equatorial Energia (IOS e Android)

Agências digitais:

SÃO LUÍS: AV. Luis Eduardo Magalhães, Nº0, Cohafuma.

IMPERATRIZ: R. Luis Domingues , 915, Centro.

BACABAL: BR 316, Km 361, Nº 132, Areias.

TIMON: em breve será inaugurada a agencia digital do município.

Academia: Ludovicense de Letras vai ter Nova Sede no Palácio Cristo Rei


O Palácio Cristo Rei vai ser a sede da Academia Ludovicense de Letras.
O Reitor da Universidade Federal do Maranhão, Natalino Salgado Filho, autorizou que a Academia Ludovicense de Letras passe a ocupar uma sala do histórico Palácio Cristo Rei, de propriedade da UFMA, localizado na Praça Gonçalves Dias, n. 351, Centro, CEP 65020-240, São Luís – Maranhão.

O ato se deu mediante convênio assinado pelo Magnífico Reitor e pelo Presidente da ALL, escritor e advogado Daniel Blume.

O ato se deu mediante convênio assinado pelo Magnífico Reitor e pelo Presidente da ALL, escritor e advogado Daniel Blume.

O termo tem por objeto estabelecer a mútua cooperação entre a UFMA e a ALL, visando a promoção de exposições do aparato histórico da Universidade Federal do Maranhão, além de fomentar a difusão de informações culturais e literárias. Compete à Academia Ludovicense de Letras: colaborar com a manutenção do prédio – Palácio Cristo Rei, bem como com a Fundação UFMA, além de difundir a história da Universidade, de São Luís e do Maranhão; fomentar a difusão, na Universidade e nas escolas, de informações culturais e literárias, especialmente quando das visitas ao Palácio Cristo Rei; e ratificar o desenvolvimento e a difusão da cultura e da literatura ludovicense, bem como a defesa das suas tradições literárias.

O Reitor da Universidade Federal do Maranhão, Natalino Salgado Filho, autorizou que a Academia Ludovicense de Letras passe a ocupar uma sala do histórico Palácio Cristo Rei.

Tombado pelo Iphan, o Palácio Cristo Rei é um sobrado de três pavimentos construído em 1838 pelo arquiteto Manoel José Pulgão. Teve como primeiros donos o comendador José Joaquim Teixeira Vieira Belfort e sua esposa. Foi sede de diversas instituições de ensino ao longo dos anos. Comprado pela Universidade Federal do Maranhão na década 70, passou a abrigar a sede da reitoria. Em outubro de 1991, o prédio quase foi destruído por um incêndio, tendo sido restaurado, e passando a receber um memorial para resgatar e preservar a história, as relíquias e os tesouros patrimoniais e arquitetônicos da UFMA e de São Luís. Em 2021, passa a sediar a Academia Ludovicense de Letras.

Estrutura do Palácio Cristo Rei: O prédio continua com todas as atividades normais em relação a UFMA: Funcionam Biblioteca, Memorial dos Reitores, museu, sala de exposição das obras de Gonçalves Dias (a fase de construção em parceria com o Governo do Estado) e a sala dos Colegiados e gabinete oficial da Reitoria.

INSCRIÇÕES PRORROGADAS PARA MESTRADO INTERINSTITUCIONAL EM DIREITO CEST & MACKENZIE


O Prof. Dr. Fernando Gomes, Coord. do MINTER e a Ass. Jurídica do CEST Dra. Maria da Conceição Melo Rolim na assinatura do Convênio com a ESMAM representada pelo Des. José Ribamar Froz Sobrinho
CONVÊNIOS FIRMADOS COM A OAB-MA E ESMAN-MA GARANTEM DESCONTOS EM MATRÍCULAS 

A Reitoria da Universidade Presbiteriana Mackenzie (SP) anunciou a prorrogação do prazo de inscrições para o MINTER / Mestrado Interinstitucional em Direito Político e Econômico que será realizado em São Luís ainda nesse primeiro semestre; em parceria com o Curso de Direito da Faculdade Santa Terezinha / CEST. Agora os interessados terão até o dia 30 de janeiro para fazer a inscrição no processo seletivo desse renomado programa que conta com nota 5 da Capes.

As linhas de pesquisa do programa não poderiam ser mais relevantes e necessárias nesses tempos de grandes desafios sociais: “Cidadania Modelando o Estado” e “O Poder Econômico e seus Limites Jurídicos”. Mas vale lembrar que serão apenas 25 vagas. Maiores informações pelo link cest.edu.br/mestradoemdireito.

Ao centro o Pres. da OAB-MA Thiago Diaz e a Vice – Dir. e Ass. Jurídica Conceição Melo Rolim ladeados por assessores na assinatura do Convênio.

E para estimular o ingresso de profissionais maranhenses do Direito no MINTER foram firmados dois importantes convênio de cooperação. A Vice – Diretora Geral e Ass. Jurídica do CEST Dra. Maria da Conceição Melo Rolim esteve com o Presidente da OAB-MA Thiago Diaz, representando a Escola Superior de Advocacia da OAB-MA e com o Des. José Ribamar Froz Sobrinho, Dir. da ESMAM / Escola Superior da Magistratura do Estado do Maranhão, firmando os dois convênios, que garantem descontos especiais para desembargadores e magistrados, advogados, assessores e servidores da OAB-MA e do TJMA.