quarta-feira, 19 de janeiro de 2022

Ana Paula recebe reforço de vacinas em Pinheiro e, com Othelino, toma a terceira dose


A prefeita de Pinheiro, Ana Paula Lobato (PDT), recebeu reforço, nesta quarta-feira (19), de mais de 2.500 doses de vacina da Pfizer para o município, sendo 560 pediátricas, para imunização de crianças de 5 a 11 anos, e 2.076 para os demais públicos. Depois, ela e o marido, o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), receberam a terceira dose e concluíram o ciclo vacinal.
“Com mais essas doses, vamos seguir dando celeridade à vacinação, para que toda a nossa população possa ser imunizada, principalmente nossas crianças”, afirmou a prefeita.
Após tomar a dose de reforço, Ana Paula conclamou as pessoas que ainda não se vacinaram ou estão com ciclo incompleto. “A minha terceira dose foi concluída com sucesso. Quero convidar quem ainda não se vacinou para comparecer aos nossos postos. Hoje, Pinheiro está com 82% da população vacinada, o que reflete nos hospitais”, ressaltou.
Othelino Neto também recebeu a dose de reforço no Centro de Capacitação de Professores Deny Reis Leite. “Estou muito feliz em tomar a terceira dose, porque é ela que garante os sintomas mais leves. Essa é a melhor forma para evitar o agravamento da Covid-19”, afirmou.

Mais doses

A entrega das doses ocorreu no Estádio Costa Rodrigues e foi feita pelo gestor Regional de Saúde de Pinheiro, Janderson Gusmão, e pelo coordenador estadual das Regionais de Saúde, Aristeu Marques de Almeida. As vacinas chegaram em uma aeronave do Centro Tático Aéreo (CTA).
Presentes também os vereadores Leo Lobato (PDT) e Sandro Lima (PDT).


Professora Mônica Araújo é candidata à Diretora do CCSo UFMA


Com larga experiência em gestão acadêmica, após ter sido Chefe do Departamento de Turismo e Hotelaria por dois mandatos e Coordenadora Pró-tempore do curso de Turismo, a professora e Doutora em Desenvolvimento socioambiental, Mônica Araújo, aceitou o convite do CCSo Coletivo e Resistente, grupo de professores, estudantes e técnicos, e será candidata à diretora do Centro de Ciências Sociais da Universidade Federal do Maranhão. As eleições ocorrerão no próximo dia 28 de janeiro e podem votar professores, técnicos e estudantes do referido centro.

“Não sou candidata de mim mesma. Meu nome é fruto de um desejo coletivo de professores estudantes e técnicos que defendem uma nova forma de administrar o Centro de Ciências Sociais, propulsor de importantes projetos de pesquisa, ensino e extensão da UFMA”, explica Mônica Araújo para quem a defesa de uma universidade pública e de qualidade é inegociável e é um dos compromissos do seu programa de gestão 2022-2026, elaborado coletivamente pelo grupo.

Mônica diz que vê com preocupação projetos em curso que visam privatizar a universidade e torná-la distante da maioria da população. “Se não fizermos algo, agora em pouco tempo teremos que pagar para cursar uma universidade, que deve ser pública”, pontua Mônica. Para ela, a diretoria de Centro tem também esse papel, que é de se contrapor a qualquer movimento que tenha por objetivo privatizar as universidades públicas.

“Defendemos também a democracia e a autonomia universitária, expressa em uma gestão participativa baseada no diálogo e no debate público das questões que envolvem a universidade”, reforça Mônica. Ela também defende, em sua gestão, a integração entre ensino, pesquisa e extensão, vinculados aos Projetos Político-Pedagógicos dos cursos que integram o CCSo. Além de se comprometer a defender as deliberações oriundas do Conselho do CCSo.

Para ela, também é possível desenvolver projetos multidisciplinares com os cursos de Administração, Biblioteconomia, Ciências Imobiliárias, Ciências Contábeis, Direito, Economia, Hotelaria, Jornalismo, Pedagogia, Rádio e TV, Relações Públicas, Serviço Social e Pedagogia, e os demais cursos de pós-graduação que compõem o CCSo.

Mônica também defende a realização de concurso público para técnicos pois, segundo ela, há uma carência grande, atualmente, o que compromete a qualidade do serviço público prestado, sobrecarregando o quadro administrativo atual, insuficiente para atender as demandas.

SOBRE MÔNICA ARAÚJO

É Doutora em Desenvolvimento socioambiental pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA/UFPA) com pesquisa sobre governança ambiental e turismo em parques nacionais do Brasil e da Costa Rica. Recentemente, concluiu seu Pós-Doutoramento sobre Turismo de Base Comunitária na Pan-Amazônia (Brasil, Bolívia e Peru) pelo Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA)/UFPA. É Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (2001) e tem como formação básica Pedagogia (UNAMA) e Turismo (UFPA).

Desde 1992, é professora adjunta do Departamento de Turismo e Hotelaria da UFMA. Foi Chefe de Departamento, eleita, por duas gestões 2015 a 2019. Em seguida, foi Coordenadora Pró-tempore do Curso de Turismo, durante sete meses (2020 a 2021) e foi conselheira do CONSUN . Exerceu as funções de Coordenadora e supervisora de estágios, coordenadora do Núcleo de Pesquisas e Documentação em Turismo e supervisora docente da Empresa Junior de Turismo (LABOTUR).

Tem experiências na área de Turismo, tanto na área acadêmica quanto governamental. Exerceu o cargo de Secretária Adjunta do Turismo do estado do Maranhão (2007 a 2009) e atuou na área de Relações Internacionais com ênfase na Cooperação Técnica Internacional do governo estadual (2008/2009).

APAE DE SÃO LUÍS: INCLUSÃO SOCIAL


Conceição Rolim, Assessora Jurídica da APAE de São Luís e o pequeno Messy Silva Trindade, feliz com a nova cadeira de rodas que recebeu da instituição.
Pacientes com deficiências, assistidos pela APAE de São Luís, começaram o ano com vida nova, graças aos equipamentos entregues pela instituição no último mês de dezembro, e que melhoraram muito suas condições de vida cotidiana.

Para o pequeno Messy Silva Trindade, portador de paralisia cerebral, o presente de natal veio em forma da tão sonhada cadeira de rodas especial que ele tanto desejava e que sua família não tinha condições de comprar. Messy e seus familiares receberam do Centro Especializado em Reabilitação CER-III da APAE de São Luís a cadeira de rodas adaptada para pessoa com tetraplegia e ainda, uma cadeira de banho novas. Esses equipamentos além de maior conforto e dignidade ajudaram a dar ao Messy mais qualidade de vida, possibilitando um maior desenvolvimento social graças à facilidade de locomoção agora conquistada.

O fornecimento de órtese e prótese e meios auxiliares, assim como de aparelhos auditivos, através do convênio com a SEMUS, fazem parte das ações mensais da APAE de São Luís que transformam vidas, não apenas das pessoas com deficiência assistidas, mas de todas as famílias e da comunidade.

Vale lembrar que a APAE de São Luís também promove a entrega de cestas básicas que são repassadas às famílias assistidas, além de outros tipos de ajuda realizadas por empresas e por pessoas físicas, às quais a entidade apelida carinhosamente de empresas e pessoas “apaexonadas” pela causa da pessoa com deficiência.

Quem quiser fazer qualquer doação, basta procurar a instituição e ingressar nessa corrente solidária do bem. Afinal, praticar a gratidão é também ajudar ao próximo, como essa causa que é tão importante e que visa dar mais dignidade e promover a inclusão social das pessoas com deficiência.

EM CARTAZ: “LUZ, FORMA E COR – FRAGMENTOS DE SIMPLICIDADE” NA POTIGUAR DA FORQUILHA


Belos flagrantes do cotidiano de São Luís, nas fotos dos colaboradores do Grupo Potiguar, fruto da oficina de fotografia comandada pelo premiado fotógrafo Albani Ramos; agora em cartaz na mostra que está percorrendo as lojas Potiguar.
Exposição de mobigrafia - fotos feitas com celulares – foi feita por colaboradores do Grupo Potiguar

A mobigrafia, conhecida como a arte de fotografar exclusivamente com aparelhos celulares, vem do inglês mobiles (celulares) e é cada vez mais disseminada em todo o mundo.

Por aqui, o Grupo Potiguar promoveu uma oficina de mobigrafia voltada para um grupo de 24 colabradores que tiveram aulas teóricas e práticas com o renomado fotógrafo profissional Albani Ramos.

O trabalho começou com a sensibilização dos colaboradores da Potiguar para a apreciação do cotidiano ao seu redor, visando desenvolver um olhar mais apurado e caprichoso; além de noções fotográficas básicas sobre luz, sobras, ângulos, entre outros elementos.

Depois foi a vez da oficina prática, na qual os participantes foram às ruas de São Luís e fizeram registros fotográficos com seus celulares; capturando casarões seculares, detalhes da nossa azulejaria colonial e demais belezas dessa Ilha tão bela e fotogênica.

O resultado final foi tão positivo, que resultou na impressão de belos cartões no formato postal, usados pelo Grupo Potiguar nas suas mensagens de Boas Festas enviadas a parceiros, imprensa e fornecedores.

E agora, todo o conjunto das fotos dessa oficina podem ser conferidas de perto, na mostra intitulada “Luz, Forma e Cor – Fragmentos da Simplicidade”, que está sendo exibida de forma itinerante pelas lojas do Grupo. Depois de estrear na loja do Coafuma, a mostra agora está na entrada da loja Potiguar da Forquilha.
Como sugere o autor Ricardo Resende, na obra O Instante Expandido: “Tudo está ali, é claro, mas não é todo mundo que enxerga o desconhecido na situações do cotidiano.Enxergar não é o mesmo que ver, para compreendermos o que é o olhar”. Portanto, fica a dica para quem quiser treinar mais esse olhar apurado e sensível, que tal conferir as belas imagens feitas pelos colaboradores do Grupo Potiguar nessa mostra? Quem já viu garante que os cliques são de rara beleza.

Ana Paula acompanha início da vacinação de crianças em Pinheiro


A prefeita de Pinheiro, Ana Paula Lobato (PDT), que é enfermeira, acompanhou o início da vacinação de crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19, na tarde desta terça-feira (18), no Centro de Especialidades Médicas de Pinheiro (Cemp). Ela interagiu com o público infantil e, ao lado das mães, ajudou a acalmar os pequeninos antes da aplicação da dose no braço.

"É um momento muito feliz poder começar a vacinação de nossas crianças na cidade. A vacina é o único meio de salvar vidas e diminuir as internações hospitalares", ressaltou Ana Paula.

O primeiro imunizado na cidade foi Luis Pedro Pinheiro Costa, de 11 anos, que estava acompanhado da mãe, Roseane Pinheiro, de 32 anos.

Ela afirmou que fez questão de imunizar o filho por saber da importância da vacina. "Decidi trazer ele para vacinar porque sei que é necessário. Já imaginou se ele pega Covid sem estar vacinado. Agora, estou mais tranquila", declarou.

Nesse primeiro lote, o município de Pinheiro recebeu 510 doses de vacinas pediátricas da Pfizer. A vacinação está ocorrendo das 14h às 17h, no Cemp, onde um espaço foi preparado para receber o público infantil.

O segundo vacinado foi Davi Lucas, também de 11 anos, que foi levado pela mãe, Ruth Melo, de 30 anos. "No começo, confesso que fiquei com medo. Mas, depois de conversar com o médico, passei a acreditar que a melhor opção é a vacina, ainda mais para ele, que é especial", afirmou ela.

Critérios

O município de Pinheiro está seguindo os critérios definidos pelo Ministério da Saúde. Assim, o primeiro grupo que está sendo vacinado é o das crianças com comorbidades, com deficiência física e neurodiversos (TDAH, TEA e deficiência intelectual).

O início da vacinação também foi acompanhado pelo secretário de Saúde, Fred Lobato; pelo coordenador de Imunização do Município, Saulo Moreira Martins; e pelos vereadores Leo Lobato (PDT), Selma da Colônia (PP), Stelio Cordeiro (PP), Zé Filho (PP), Alessandro Montenegro (PP), que exerce o cargo de secretário de Governo, e Riba do Bom Viver (PL).

terça-feira, 18 de janeiro de 2022

LOJAS POTIGUAR COM PRODUTOS ANTI MOFO



As lojas Potiguar estão com diversos produtos para ajudar a manter a saúde pulmonar em alta, como os desumidificadores.
Com a grande incidência de fortes chuvas em todo o Estado, e ainda com o surto de síndromes respiratórias e de Covid19, vale reforçar os cuidados para manter a casa ou o ambiente de trabalho arejado, limpo e bem longe de vilões como o mofo, um grande inimigo da saúde pulmonar.

Nas lojas Potiguar de São Luís e Imperatriz há vários produtos que podem ajudar a manter o mofo bem longe de casa! E a primeira dica é ver se há paredes com infiltrações. A presença de umidade e mofo no ambiente infiltrado favorece a proliferação de bolor, um tipo de fungo que pode causar ou agravar doenças respiratórias, provocar alergias e outros incômodos. Nesses casos, o ideal é usar impermeabilizadas, principalmente nos cômodos onde se dorme e trabalha; para evitar a incidência do bolor, e com ele, a possibilidade de desenvolver doenças como asma, bronquite, rinite, além de alergias que representam riscos para toda a família, em especial para pessoas vulneráveis, como idosos, bebês, crianças e mulheres grávidas ou pacientes crônicos oncológicos ou asmáticos.

Outra dica importante da Potiguar para essa época é evitar o bolor nos armários, closets e gavetas, pois como passam mais tempo fechados, nessa época de chuvas e alta umidade, são comuns de aparecer. Nas lojas Potiguar há produtos bem eficientes para combater isso, os chamados Dry Closet, um desumidificador próprio para armários que elimina a umidade do ar perfumando o ambiente com suave fragrância de lavanda. Seus cristais absorvem o excesso de umidade do ambiente, depositando-o em forma líquida em sua bolsa de armazenamento. Super prático e funcional, pois basta abrir e pendurar no armário ou closet. E manter lá até o liquido encher. Depois é só descartar.