quarta-feira, 22 de setembro de 2021

VLI reforça ações educativas e de conscientização voltadas às comunidades que permeiam a atividade ferroviária


Semana Nacional do Trânsito 2021: cuidados básicos ao atravessar e se aproximar de uma ferrovia

AzSemana Nacional do Trânsito 2021 mobiliza a sociedade, órgãos públicos e empresas a respeito da conscientização sobre ações preventivas que podem salvar vidas no relacionamento das pessoas com o trânsito. A campanha deste ano, com o lema "No trânsito, a sua responsabilidade salva vidas", teve início no último final de semana e se estende até o próximo dia 25 de setembro com foco em ações educativas voltadas a motoristas, passageiros, motociclistas, ciclistas e pedestres. A VLI, companhia logística que opera ferroviais, portos e terminais, presente em 10 estados brasileiros e no Distrito Federal, abraça a ação e enfatiza os cuidados necessários ao percorrer o entorno das linhas férreas. "Reforçar a importância da atenção durante a travessia e na interação com a linha férrea é o principal recado a ser compartilhado. O foco da VLI é seguir promovendo uma relação mais harmoniosa entre a sociedade e a atividade ferroviária", destaca o gerente geral de Saúde e Segurança da VLI, Gustavo Mucci.

A companhia desenvolveu uma campanha digital em suas redes sociais com destaque para cartilha educativa, conteúdos interativos e dicas de segurança para orientar adultos e crianças sobre cuidados simples que podem evitar acidentes no entorno da linha férrea. Todas as iniciativas chamam a atenção da população para o respeito às regras básicas de segurança.

Um dos focos da campanha digital educativa da VLI é a conscientização dos ciclistas, grupo que cresce exponencialmente nas vias públicas do país, impulsionado pela pandemia. "Não se distraia com fones de ouvido ou similares, pois o aviso sonoro é uma sinalização que indica a aproximação do trem. Além disso, esteja atento à sinalização e jamais tente cruzar na frente de uma composição. Uma composição pode precisar de até um quilômetro para parar totalmente. Para sua segurança, transponha a via férrea apenas por meio dos cruzamentos oficiais onde estão posicionadas as placas com a cruz de Santo André", complementa Mucci. O respeito às leis de trânsito e a postura preventiva são essenciais para evitar ocorrências no dia a dia.

Simulado online

Em Imperatriz, uma das cidades maranhenses onde a VLI opera, a companhia promoveu um simulado online de ocorrência ferroviária como parte das ações da Semana Nacional do Trânsito no estado. A atividade reuniu os principais atores nesse tipo de acidente com a apresentação de um caso concreto de ocorrência envolvendo terceiros.

Durante o simulado, foi possível repassar os procedimentos padrão para esse tipo de atendimento, tendo como principal foco garantir a segurança nas operações. Participaram da ação representantes das áreas de RI/RC, CPIA e Proteção ao Negócio da VLI, do SAMU e da Polícia Militar de Imperatriz.

Somente nos últimos anos foram investidos pela VLI mais de R$ 13 milhões para melhorias em segurança e conscientização. Do montante, R$ 2,3 milhões foram usados para a instalação de sinalizações ativas e cancelas. A segurança operacional – campanhas; estudo de tráfego; manutenção, revitalização e sinalização de passagens em nível e alertas no aplicativo Waze – foi contemplada com R$ 3,3 milhões.

Dicas da VLI para agir com segurança ao cruzar a linha ferroviária

· Motoristas e pedestres não devem atravessar em locais não sinalizados. Travessia segura é pelas passagens de nível (PN), ou seja, cruzamentos sinalizados;

· Antes de atravessar um cruzamento, pare, olhe as placas e escute;

· Não estacione perto da linha férrea;

· Não utilizar atalhos, caminhos não sinalizados às margens da ferrovia;

· Um trem carregado pode levar até um quilômetro para parar totalmente. Se o trem estiver na linha, aguarde sua vez;

Acompanhe as campanhas educativas nas redes sociais da VLI: Facebook LinkedIn YouTube Instagram

Sobre a VLI

A VLI tem o compromisso de apoiar a transformação da logística no país, por meio da integração de serviços em portos, ferrovias e terminais. A empresa engloba as ferrovias Norte Sul (FNS) e Centro-Atlântica (FCA), além de terminais intermodais, que unem o carregamento e o descarregamento de produtos ao transporte ferroviário, e terminais portuários situados em eixos estratégicos da costa brasileira, tais como em Santos (SP), São Luís (MA) e Vitória (ES). Escolhida como uma das 150 melhores empresas para trabalhar pela revista Você S/A, a VLI também foi eleita a mais inovadora empresa de

transporte e logística, pelo Prêmio Valor Inovação Brasil 2020, e conquistou o 1º lugar na categoria Transporte e Logística das Melhores, da IstoÉ Dinheiro. A VLI transporta as riquezas do Brasil por rotas que passam pelas regiões Norte, Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.

Governo do Maranhão entrega Restaurante da Educação neste sábado (25)


Restaurante está localizado na rua do Egito nº 272, Centro Histórico (Foto: Divulgação)

O Governo do Estado entrega, neste sábado (25), o Restaurante da Educação, destinado para servidores e estudantes da educação básica das redes Estadual e Federal, e do ensino superior público, de instituições localizadas na Unidade Regional de Educação de São Luís, que abrange os municípios de São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e Alcântara. O restaurante está localizado na rua do Egito nº 272, Centro Histórico.

O Restaurante da Educação servirá 1 mil almoços e 500 jantares diariamente, a um custo de R$ 3 reais o almoço e R$ 1 real o jantar, com um cardápio rico em nutrientes, elaborado pela equipe de nutricionistas da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes).

De acordo com o secretário da Sedes, Márcio Honaiser, o Restaurante da Educação foi pensado pelo governador Flávio Dino para atender uma grande demanda da área da educação localizada na região do Centro de São Luís e adjacências. O restaurante tem um diferencial que é a o público alvo: estudantes do ensino médio e universitários, assim como também para os profissionais da educação pública.

“O governador Flávio Dino sempre preocupado com a segurança alimentar e nutricional, destinou um restaurante que atendesse essa categoria especificamente. O Restaurante da Educação soma-se aos 55 restaurantes populares existentes no Estado, o que coloca o Maranhão como o estado com a maior rede de restaurante populares, mostrando sempre o compromisso do Governo do Estado com a segurança alimentar”, explicou Márcio Honaiser.

Além do Restaurante da Educação, coordenado pela Sedes, no local irá funcionar o IEMA Gastronomia, de responsabilidade da Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Rede

O Maranhão possui a maior rede de restaurantes populares de todo o Brasil. Em 2015, o Estado contabilizava apenas 6 restaurantes populares, todos na capital. Com a entrega do Restaurante da Educação, este número chega a 56.

O Restaurante da Educação funcionará nos mesmos moldes dos Restaurantes Populares já existentes, ou seja, é mais um Equipamento Público de Alimentação e Nutrição que integrará a Rede Operacional do Sistema Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (SISAN). O objetivo é ir além da distribuição de alimentação e fazer toda uma linha de Educação Alimentar e Nutricional.

Para ter acesso ao Restaurante Popular da Educação, os usuários precisam se cadastrar através da Seduc pelo endereço eletrônico: www.restaurantedaeducação.ma.gov.br ou pelo APP Restaurante Popular. O horário de funcionamento será a partir das 11h até as 14h para almoço e a partir das 16h até as 19h para o jantar.Equipamento vai atender estudantes e servidores de educação (Foto: Divulgação)

Edifício Bequimão

Construído em meados do século XX, o Edifício Bequimão passou por ampla reforma e modernização para abrigar o Restaurante da Educação e o IEMA Gastronomia.

A área construída de 935,97m² recebeu diversas intervenções, como reforço estrutural de todo o prédio, instalação de elevador, recuperação e restauro dos revestimentos de fachada, readequação da edificação, implantação e modernização das instalações prediais (elétrica, iluminação, hidráulica, sanitária, lógica, telefonia, sistema de proteção contra descargas atmosféricas, sistema de prevenção e combate a incêndio, drenagem, climatização), entre outras.

Com investimento de R$ 3.631.239,19, a obra foi planejada para acomodar o Restaurante da Educação em todo o piso térreo e a Unidade Vocacional do IEMA Gastronomia nos pavimentos superiores, visando conciliar o funcionamento integrado das instituições que possuem usos correlatos. A reforma foi coordenada pela Secretaria de Estado de Governo (Segov).

“Temos certeza de que essas melhorias irão garantir um espaço acolhedor para atender o público da educação, e mais do que isso, estamos zelando pelo patrimônio público, com mais essa obra que o Centro Histórico de São Luís vai receber”, destacou a secretária de Governo, Marcela Mendes.

Conhecido popularmente como “Edifício Bequimão”, o prédio abrigou primeiramente o Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Marítimos (IAPM) e, por último, sediou o Fundo Estadual de Pensão e Aposentadoria (FEPA) do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado do Maranhão (IPREV).

Othelino promulga lei que considera Dia de Corpus Cristhi feriado religioso em todo o estado


Othelino Neto, ao lado do bispo da Diocese de Imperatriz, Vilsom Basso, após promulgação da lei que torna o Dia de Corpus Christi feriado religioso em todo o Maranhão

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), promulgou, na sessão plenária desta quarta-feira (22), a Lei 11.539/21, de iniciativa do deputado Marco Aurélio (PCdoB), que considera o Dia de Corpus Christi feriado religioso em todo o estado. O autor da proposição atendeu à solicitação do bispo de Imperatriz, dom Vilsom Basso, em comum acordo com os demais bispos das dioceses do Maranhão.

Durante o ato de promulgação, que contou com a presença do bispo de Imperatriz, Othelino destacou que a data é especialmente importante para a Igreja Católica, pois reverencia a Eucaristia, sacramento que relembra a última ceia de Jesus Cristo com os apóstolos.

“Hoje, a Assembleia transformou em lei esse projeto que foi sugerido pelo bispo de Imperatriz, proposto por Marco Aurelio e aprovado, por unanimidade, por esta Casa. Como nós todos sabemos, faz parte do calendário oficial da Igreja Católica como uma referência a um dos seus princípios, que é a sagrada Eucaristia. ”, enfatizou.

De acordo com a lei, no feriado religioso de Corpus Cristhi, celebrado pelos católicos, serão permitidas apenas atividades privadas e administrativas absolutamente indispensáveis. A data é comemorada 60 dias após o Domingo de Páscoa ou na quinta-feira seguinte ao Domingo da Santíssima Trindade.

Agradecimentos

Após o ato de promulgação, o deputado Marco Aurélio agradeceu e reforçou a importância de estabelecer o feriado no calendário estadual. “Agradeço a participação do deputado Othelino, que alinhou com o governo para que não houvesse nenhum veto. Poder promulgar, juntamente com toda a Casa, transformando em lei o que já é reconhecido por todos, reforça cada vez mais a fé católica e é um reconhecimento da Assembleia Legislativa”, destacou.

O bispo da Diocese de Imperatriz, Vilsom Basso, que acompanhou a sessão plenária ao lado do podre Ivanildo Oliveira, também agradeceu a promulgação da lei. “Meu agradecimento especial ao deputado Marco Aurélio, de Imperatriz, autor do projeto, com quem fizemos o contato dessa possibilidade. Só posso desejar, irmãos e irmãs, que o Senhor vos abençoe, vos guarde, vos livre de todo mal e nos dê saúde e paz. Muito obrigado e que assim seja”, disse.

Todos os municípios maranhenses já estão vacinando população de 18 anos contra a Covid-19

A secretaria estadual de saúde confirmou que todos os 217 municípios maranhenses já estão vacinando pessoas de 18 anos com a primeira dose da vacina contra a Covid-19. O resultado positivo é fruto do esforço dos municípios para acelerar a imunização e conta com a contribuição do Governo do Estado e o apoio e incentivo da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem).

O presidente da Famem, Erlanio Xavier, atribuiu o resultado alcançado a união de esforços das gestões estadual e municipais e agradeceu ao governador Flávio Dino pela parceria e apoio aos municípios. 

"Essa conquista foi possível graças à atitude das prefeituras, em vacinar imediatamente a população, cumprindo o PNI, iniciando pelos grupos mais vulneráveis e chegando a esse patamar de vacinar toda a população adulta. Agradecemos também ao governador Flávio Dino pela rápida distribuição das vacinas e o apoio na aplicação dos imunizantes, com os Arraiais da Vacinação. Este resultado positivo é fruto da união de forças dos poderes constituídos", pontuou.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, isso é reflexo do bom trabalho realizado no estado. “As ações de enfrentamento à pandemia realizadas pelo Maranhão continuam se destacando nacionalmente. O estado não tem medido esforços para garantir que toda a população adulta do Maranhão seja totalmente imunizada contra essa doença. Para isso, estamos realizando os Mutirões da Segunda Dose em parceria com as prefeituras para garantir a conclusão do ciclo vacinal”, afirma Carlos Lula.  

Durante a realização dos Arraiais da Vacinação, mais de 168.647 pessoas receberam a primeira dose da vacina em mais de 50 municípios. Agora, o Governo trabalha com os municípios na realização dos Mutirões da Segunda Dose para a conclusão do esquema vacinal. 

Distribuição e aplicação
Um dos fatores que contribuiu para o rápido avanço da vacinação no estado foi a logística montada pela SES em parceria com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) para a distribuição em tempo recorde dos imunizantes. 

A logística de entrega conta com o apoio da Polícia Militar, responsável pela segurança no deslocamento. Para o transporte dos imunizantes são utilizados aviões e helicópteros, além de vans refrigeradas. Essa logística possibilita a distribuição dos imunizantes em até 48h após o recebimento das doses.
Cada município adotou a estratégia de aplicação da vacina de acordo com a realidade local. Alguns municípios descentralizaram para alcançar mais perto a população, outros concentraram em pontos de vacinação específico para ter mais controle e assim atingir o resultado. Hoje, o Maranhão já tem mais de 6 milhões de doses de vacina contra covid-19 aplicadas. Mais de 2 milhões de pessoas já estão com a imunização completa (segunda dose ou dose única).

Saneamento básico é discutido em reunião da Comissão de Gestão Ambiental do MPMA


Foi realizada, na manhã desta quarta-feira, 22, na sede da Procuradoria Geral de Justiça, mais uma reunião da Comissão de Gestão Ambiental do Ministério Público do Estado do Maranhão. A primeira atividade foi a distribuição de 85 mudas de ipês para membros e servidores da instituição.

Representando o procurador-geral de justiça, Eduardo Nicolau, a subprocuradora-geral de justiça para Assuntos Administrativos, Regina Maria da Costa Leite, destacou o trabalho da Comissão em busca de mudanças de comportamentos de membros e servidores do MP. A procuradora de justiça também lembrou o Dia da Árvore, celebrado nesta segunda-feira, 21, “fundamental recurso da natureza para a conservação da qualidade do ar, especialmente nos grandes centros urbanos”.

Durante a reunião, presidida pela procuradora de justiça Mariléa Campos dos Santos Costa, o promotor de justiça Cláudio Rebêlo Correia Alencar, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Meio Ambiente, Urbanismo e Patrimônio Cultural de São Luís apresentou uma palestra sobre saneamento básico no Maranhão e no Brasil.

A iniciativa faz parte de um projeto, que está sendo desenvolvido em conjunto com a Secretaria de Planejamento e Gestão do MPMA, que se propõe a fazer um projeto de saneamento básico para os municípios maranhenses em 2022.

De acordo com Cláudio Alencar, o Maranhão é o estado em último lugar em relação ao saneamento, de acordo com números de uma pesquisa recente realizada pelo Instituto Trata Brasil. O promotor de justiça também destacou os marcos legais da Política Nacional de Saneamento, observando que o tema engloba o abastecimento de água, esgotamento sanitário, destinação de resíduos sólidos e drenagem pluvial.

Cláudio Alencar também apontou a diferença entre a coleta e o tratamento do esgoto. No Maranhão, segundo ele, apenas cerca de 30% do que é coletado passa por estações de tratamento. “Precisamos trabalhar para mudar essa realidade, fazendo o convencimento dos gestores”, apontou.

Ainda durante a reunião, houve a apresentação de práticas ambientais por integrantes da Comissão de Gestão Ambiental, composta por membros e servidores da instituição.

ENTREGA DE CADEIRAS ESPECIAIS NA SEMANA DA INCLUSÃO SOCIAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA


PREFEITO EDUARDO BRAIDE PARTICIPA DE SOLENIDADE NA SEDE DA APAE DE SÃO LUÍS E GARANTIU CONTINUIDADE DE CONVÊNIO PARA ENTREGA DE CADEIRAS DE RODAS

Setembro Verde é o mês oficial da luta pela inclusão social da Pessoa com Deficiência. E de 21 a 24.09 a APAE de São Luís promove diversas ações alusivas à Semana da Inclusão Social da Pessoa com Deficiência.

Na abertura da Semana com o tema "Cidadania se faz com Inclusão e Respeito", o Prefeito Eduardo Braide e o Sec. Mun. de Saúde de São Luís Joel Nunes participaram da abertura do evento na sede da entidade, juntamente com o Sec. Mun. Extraordinário da Pessoa com Deficiência, Carlivan Braga.

O Pres. da APAE de São Luís Sebastião Vanderlaan Rolim agradeceu a parceria do Prefeito, que segundo ele sempre foi um forte apoiador da causa da pessoa com deficiência. Na oportunidade, Braide assinou termo aditivo a um convênio já existente com a APAE, para garantir a continuidade da entrega de cadeiras de rodas do tipo tetra para pessoas com deficiência.
“As cadeiras do tipo tetra são imprescindíveis para que tetraplégicos tenham qualidade de vida e mobilidade. Graças a esse apoio da Prefeitura de São Luís, poderemos entregar cerca de 33 equipamentos desse tipo a crianças e adultos por mês. As cadeiras são encomendadas sob medida para cada pessoa, e o custo de produção pode chegar a até R$ 2.500,00 por unidade” explicou o Pres. da APAE de São Luís Vanderlaan Rolim.

Em julho deste ano, o fornecedor informou à APAE que os custos de produção das cadeiras de rodas tetra haviam subido 97%, praticamente dobrando o valor para a aquisição, o que inviabilizou a compra e distribuição do equipamento. Por isso, a APAE solicitou à Prefeitura reajuste no convênio já firmado entre a entidade e o Município, sendo prontamente atendida pela gestão do prefeito Eduardo Braide.

O secretário Municipal Extraordinário da Pessoa com Deficiência, Carlivan Braga, destacou que a paralisação da entrega das cadeiras traria muitos prejuízos às pessoas tetraplégicas. “O Centro de Especialidade em Reabilitação da APAE é o único CER municipal e com a pandemia os materiais necessários para a produção dessas cadeiras ficaram muito elevados muito. E a Prefeitura de São Luís, sabendo desta situação, não mediu esforços para evitar a suspensão deste serviço, sendo mais uma ação importante da gestão do prefeito Eduardo Braide para beneficiar as pessoas com deficiência em nossa cidade”, disse.

“A APAE é uma instituição referência na assistência a pessoas com deficiência e uma parceira da Prefeitura de São Luís no atendimento à população. Por isso, para garantir a continuidade da entrega de cadeiras de rodas para pessoas com tetraplegia, vamos complementar os recursos necessários para a compra e entrega destas cadeiras de rodas. E em parceria com a APAE também vamos ampliar outros serviços para garantir a todos um direito tão importante que é o de inclusão social”, assegurou o prefeito Eduardo Braide.

O secretário Municipal de Saúde, Joel Nunes reforçou que as políticas da gestão do prefeito Eduardo Braide voltadas para as pessoas com deficiência são vistas como prioritárias. O Centro de Especialidade em Reabilitação da APAE (CER APAE) faz a entrega de até 250 cadeiras de rodas de diversos tipos por mês. Por fazer parte do Sistema Único de Saúde (SUS) o CER atende a pacientes de todo o Estado, de modo que os recursos garantidos pela Prefeitura de São Luís vão beneficiar pessoas da capital e demais municípios maranhenses pactuados junto à Saúde Municipal.