sexta-feira, 19 de abril de 2019

#FALALULA SE TORNA O TEMA MAIS COMENTADO NAS REDES

247 - Preso e silenciado há mais de um ano, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai finalmente falar aos jornalistas Florestan Fernandes Júnior e Mônica Bergamo. O reaparecimento de Lula na cena política pode marcar um ponto de virada no golpe que vem destruindo o Brasil desde 2016 para impor uma marcada pela estagnação econômica, entrega de setores estratégicos para estrangeiros, ferindo a soberania nacional, e cortes de direitos.
O STF liberou o ex-presidente Lula para dar entrevistas aos jornalistas Florestan Fernandes Júnior, Mônica Bergamo e outros veículos que pediram autorização para falar com ele na prisão. "A hashtag #FalaLula está no top do Twitter. Para alguns jornais, no entanto, a notícia de que o STF liberou a entrevista simplesmente não existe", postou a jornalista no Twitter.
 Na mesma rede social, Florestan afirmou que "a autorização dada ao El País para entrevistar Lula deixou o ex-presidente um pouco mais livre. E os jornalistas começam a ver uma luzinha no fim do túnel". "Espero que não seja uma miragem", disse.
Lula foi condenado no processo do triplex em Guarujá (SP) com uma sentença questionada por vários juristas. Segundo a acusação, ele recebeu um apartamento da OAS como propina em troca de contratos na Petrobrás. Mas o ex-presidente nunca dormiu nem tinha a chave do imóvel. O próprio Ministério Público Federal (MPF) reconheceu na apresentação da denúncia a falta de "prova cabal", mas o procurador Deltan Dallagnol falou somente em "plena convicção" para denunciar Lula.
O ex-presidente vinha liderando todas as pesquisas eleitorais no ano passado, mas Sérgio Mor, então juiz da Operação Lava Jato, demiti a ordem de prisão mesmo sem o esgotamento de todos os recursos judicias. Durante a campanha, Moro recebeu o convite da equipe de Jair Bolsonaro para ser ministro - a proposta foi aceita. 
A pesquisa Vox Pupuli-CUT, divulgada nesta quarta-feira (10), apontou que, após um ano preso, Lula é considerado o melhor presidente da história por 48%. O segundo colocado, com 18%, é "nenhum" (respostas espontâneas). 
A hashtag está no top do Twitter. Para alguns jornais, no entanto, a notícia de que o STF liberou a entrevista simplesmente não existe.
3.191 pessoas estão falando sobre isso

A autorização dada ao El País para entrevistar Lula deixou o ex-presidente um pouco mais livre. E os jornalistas começam a ver uma luzinha no fim do túnel. Espero que não seja uma miragem.

“Os fuzis temem as flechas”, diz Leonardo Boff sobre o envio da Força Nacional a Brasília


Teólogo critica ação de Sérgio Moro: “Total fraqueza do atual Governo que coloca em Brasília a Força Nacional por medo dos índios que irão à Capital”

No Dia do Índio, o teólogo e escritor Leonardo Boff criticou, nesta sexta-feira (19), a medida tomada por Sérgio Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública, no sentido de autorizar o envio da Força Nacional a Brasília. No local ocorrerão manifestações indígenas no evento Acampamento Terra Livre, na próxima semana.

“Total fraqueza do atual Governo que coloca em Brasília a Força Nacional por medo dos índios que irão à Capital. Os fuzis temem as flechas. Se este país tem donos originários são os indígenas e não os imigrantes como os Bolozaro (com z) que aqui chegaram no dia 22 de abril de 1888”, postou Boff em sua conta no Twitter.

Jair Bolsonaro criticou as manifestações indígenas, na semana passada, durante uma de suas transmissões ao vivo pelo Facebook. O presidente se referiu ao evento como “encontrão” e declarou que quem iria pagar a conta seria o “contribuinte”.

Ministro do Meio Ambiente garante parceria com o Governo do Estado para Lençóis Maranhenses


O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, esteve em São Luís na quarta-feira, 17, e quinta-feira, 18, para pactuar, com o governador Flávio Dino, ajuda para o desenvolvimento turístico dos Lençóis Maranhenses. Eles se reuniram no Palácio dos Leões e sobrevoaram a área do Parque Nacional.

A convite do Governo do Estado, quando da visita do governador a Brasília no final do mês de fevereiro, Ricardo Salles veio ao Maranhão para conhecer de perto as potencialidades dos Lençóis Maranhenses e garantir ajuda do Governo Federal para o incremento do desenvolvimento turístico da região.

Implementar ações voltadas à qualificação dos serviços de visitação no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é um dos objetivos do Governo do Maranhão.
“Nosso governo mantém o diálogo respeitoso com o Governo Federal, em busca de parcerias e medidas que possam ajudar o Maranhão”, ressaltou Flávio Dino.

O ministro explicou que, como tinha combinado com o governador, os pleitos relacionados aos Lençóis Maranhenses seriam analisados conjuntamente. Eles visitaram a região e Salles declarou que é preciso avançar “na parte de estruturação e a ideia de concessão do Parque como um todo para a exploração e incremento do turismo e do ecoturismo na região”.

Ele afirmou que essa parceria é fundamental “para o estado e para a região, para a geração de empregos, muito importante para a melhoria da infraestrutura, e uma oportunidade de divulgação desse atrativo internacional para, não só os brasileiros, mas o mercado internacional”.

Salles realçou que o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é “um grande atrativo que nós temos certeza que feitos os investimentos necessários e administrado da maneira mais eficiente, vai trazer um grande volume de turismo e de ecoturismo para o estado”.

ZEE

Outro pleito discutido ainda na reunião realizada em Brasília foi sobre o Zoneamento Econômico e Ecológico (ZEE). “Também aproveitamos essa reunião de hoje para tratar do apoio do Governo Federal ao ZEE em todo o estado, que é um elemento importante de desenvolvimento para o aproveitamento do território no estado do Maranhão”, enfatizou o ministro Ricardo Salles.

quinta-feira, 18 de abril de 2019

UFMA: Eliziane apoiará Programa de Pós-Graduação de História

A senadora Eliziane Gama (Cidadania-MA) recebeu a coordenação do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Maranhão e manifestou apoio ao programa que trabalha a formação de mestres e doutores em história no Estado do Maranhão.
O coordenador do programa, professor Alírio Cardoso e os professores Lyndon de Araújo e Wagner Cabral apresentaram o projeto para a construção do prédio próprio do curso e destacaram a importância das instalações.
“A universidade tem um papel fundamental para o crescimento social, desenvolvimento da pesquisa e formação de novos pesquisadores. Eu me comprometi com os professores Alírio, Lyndon e Wagner a lutar para destinação de emenda para execução do projeto que engrandece o curso e contribuirá com a formação de muitos maranhenses”, afirmou Eliziane Gama.
O professor Alírio Cardoso informou que o Programa de Pós-Graduação em História tem uma ótima avaliação da CAPES e quer alcançar a nota 5 na avaliação de excelência da pós-graduação no Brasil. Ele disse ainda que atualmente os cursos tem grande demanda por vagas e ainda não dispõe de espaço físico. Para ele, o programa tem grande importância para a universidade e é fundamental para várias áreas de pesquisa, além de grande impacto social.
“Nossa pós-graduação em História tem dois cursos, o mestrado e o doutorado. É o único curso no Brasil com uma área específica que é História Conectadas e História Global, o que muito nos orgulha, além de um quadro docente muito qualificado. Nossa pontuação hoje é 4 e temos plenas condições de seguir para a nota 5 de excelência. O nosso problema é não ter um prédio próprio, por isso ficamos muito felizes com essa conversa com a senadora Eliziane e o indicativo de contribuição na luta para a construção do nosso prédio próprio”, destacou o coordenador.

Joãozinho Freitas acompanha obras de recapeamento asfaltico no bairro Matões no Turu






O vereador Joãozinho Freitas (PTB) acompanhou nesta quinta-feira (18), o serviço de recapeamento asfáltico na rua nova, no bairro Matões no Turu.


O trabalho está sendo realizado pela Prefeitura de São Luís, atendendo a solicitação do vereador à pedido da comunidade. Na ocasião, Joãozinho Freitas, observou de perto o problema de localização do poço artesiano que abastece a região. 

 "Temos muto à agradecer ao Prefeito Edivaldo Holanda por não ter medido esforços para atender nosso pedido e que juntos trabalharemos por uma São Luís melhor." Disse o vereador.