segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Flávio Dino considera absurdo protesto de juízes contra lei de abuso



O Portal de notícia G1fez um levantamento que mostram que 39 decisões judiciais já seguem as novas regras da lei de abuso de autoridades, ainda que elas só comecem a valer em janeiro de 2020. As deliberações seriam em protesto contra a derrubada pelo Congresso dos vetos de Bolsonaro à lei. Os magistrados estariam protestando libertando criminosos.

Ex-juiz federal, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), diz que se for essa a motivação os magistrados agem sem convicção sobre o papel do judiciário.

“Em sendo essa a motivação, temos um sintoma de que juízes não confiam no Judiciário, já que caberá a este julgar eventuais acusações de abuso de autoridade. Ou seja, seria mais um indicador das graves anomalias que invadiram a aplicação do Direito no Brasil”, argumentou o governador.

Uma dessas decisões, tomada por uma juíza de Garanhuns, no interior de Pernambuco, revogou a prisão preventiva de 12 acusados de integrar uma organização criminosa.

Na decisão, a juíza Pollyanna Maria Barbosa disse que se tornou crime manter alguém preso quando cabe soltura ou medida cautelar. A reanálise do caso foi feita antes mesmo de a lei de abuso de autoridade começar a valer.

Famem realizará seminário sobre Regularização Fundiária


A Famem vai promover, em parceria com o Governo do Estado e Poder Judiciário, evento para discutir a regularização fundiária urbana e rural como forma de contenção dos conflitos agrários no Maranhão. O assunto será abordado no seminário “Conflito Agrário X Regularização Fundiária” que acontece no dia 8 de agosto, das 8 às 13 horas, na sede da entidade municipalista maranhense, na Avenida dos Holandeses, 6, Calhau.
Do seminário participarão o corregedor geral de Justiça, desembargador Marcelo Carvalho da Silva, o secretário de estado de Cidades, deputado federal licenciado Rubens Pereira Júnior, e o diretor de recursos fundiário do Iterma, Instituto de Colonização e Terras, Lívio Pinho Alves. As inscrições gratuitas estão abertas e podem ser feitas na página eletrônica da Famem no endereço www.famem.org.br.
Com a realização deste amplo debate sobre o assunto, a Famem pretende chamar atenção dos prefeitos para a importância da regularização dos documentos de propriedade da terra e seus reflexos no planejamento do município a partir da obtenção de dados mais precisos. A regularização fundiária é um conjunto de medidas jurídicas que visam garantir o direito à moradia e pleno desenvolvimento das suas funções sociais.
Para o presidente da Famem, o desconhecimento sobre o tema contribui para o agravamento da situação da população atingida de maneira direta ou indireta. “A regularização fundiária tanto na área urbana como rural colabora para a promoção da cidade. Neste aspecto é fundamental para a articulação de políticas públicas, ressalta o presidente Erlanio Xavier.
Com mais de 4,6 milhões de hectares de áreas de assentamentos urbanos e rurais, o Maranhão enfrenta graves problemas de conflitos agrários. A titulação de propriedade garante direito à moradia e também propicia o desenvolvimento econômico do município.

Presidente da CCJ garante que critérios de repasses aos Municípios da cessão onerosa serão mantidos


Em mais um encontro no Congresso Nacional para reforçar a importância da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição 98/2019, que trata da cessão onerosa, o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, se reuniu com o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Felipe Francischini (PSL-PR), e outros parlamentares nesta quarta-feira, 25 de setembro. A matéria estava prevista para ser votada na sessão de hoje, mas foi retirada de pauta.
O presidente da CCJ chamou o presidente da CNM para explicar que a PEC não foi discutida hoje na comissão porque é necessário dar celeridade à promulgação do trecho do texto que trata da autorização para a realização do leilão, inicialmente marcado para novembro. Esse dispositivo da PEC já foi aprovado sem alterações na Câmara e no Senado. Na prática, isso facilitaria a realização do leilão, que depende de autorização do Tribunal de Contas da União (TCU).
Apesar de não ter sido apreciada na Comissão nesta quarta-feira, o presidente da CCJ confirmou que os 15% destinados aos Municípios serão mantidos, bem como a distribuição dos recursos pelos critérios do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O texto deve ser debatido apenas no que diz respeito ao que será repassado aos Estados.
Antes de ir a Plenário, a PEC será apreciada e votada na CCJ e depois em uma Comissão Especial. A autorização do leilão deve ocorrer nos próximos dias. O movimento municipalista continua atuando e acompanhando de perto para que o texto seja aprovado o mais breve possível.

Governo entrega dois (02) CRAS na baixada maranhense


O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), nesta segunda-feira (30), entrega dois Centros de Referência de Assistência Social (CRAS), na região da baixada maranhense, nos municípios de Peri Mirim e Santa Helena.

Com a entrega desses CRAS, totaliza 148º equipamentos de Assistência Social, entre CRAS e CREAS, em várias regiões do Estado, durante o governo Flávio Dino. De acordo com o secretário de Estado do Desenvolvimento Social, Márcio Honaiser, a entrega desses equipamentos é importante principalmente para a população em situação de vulnerabilidade que terá um espaço adequado com prestação de serviços para a população e usuários de programas de combate à pobreza e situação de risco como é o caso dos CRAS. “ Em meio a uma crise econômica em todo o país, o governador Flávio Dino vem realizado ações em todas as regiões do Estado com entrega de serviços para a população que antes era esquecida pela sociedade”.

Com a entrega dos CRAS dos municípios de Santa Helena e Peri Mirim somam 13 unidades entregues pelo governo somente este ano.

Com um recurso da ordem de R$367.187,63, o CRAS de Peri Mirim atenderá 500 famílias em situação de vulnerabilidade. O prefeito José Geraldo Amorim, ressaltou a importância da entrega de obras como essas que contribui para o desenvolvimento social do município. “ Uma obra de extrema importância para a nossa cidade, que irá contribuir com o trabalho na área da assistência social. O governo do estado está de parabéns!”, destacou o prefeito.


Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) – município de Peri Mirim. (foto: Honório Moreira/Sedes)
Já em Santa Helena, o recurso foi da ordem de R$ 395.632,76 e irá atender cerca de 1500 famílias. Para a secretária municipal de Assistência Social, Laurinete Lobato, o CRAS de Santa Helena irá abrir a porta de entrada de inúmeras famílias que vivem em situação de risco. “ Com esse espaço iremos atender um número significativo de pessoas e famílias em situação de risco”, disse a secretária municipal.

Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) – município de Santa Helena. (foto: Honório Moreira/Sedes)

Uma das beneficiárias pelo CRAS de Santa Helena, Maria Tereza da Silva, parabeniza o governo do Estado pela entrega do equipamento para o município. “O CRAS irá ajudar a nós de famílias carentes que precisamos de atendimento especializado e em local adequado como esse aqui. O governador Flávio Dino mais uma vez mostra que tem atenção especial com a população”.

CRAS – Esses equipamentos vão possibilitar acesso à importantes políticas socioassistenciais, como o Bolsa Família, Bolsa Escola, Benefício de Proteção Continuada (BPC), isenção na taxa de inscrição em concursos públicos, Pronatec, carteira do idoso, Programa Minha Casa Minha Vida, bem como incentivo a geração de trabalho e renda, entre outras ações.

Entre outra ações que o CRAS atende, está a campanha de Busca Ativa do Programa Tarifa Social no Maranhão, do Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), FAMEM e Cemar. Presente durante a entrega desses equipamentos, o presidente da Federação dos Municípios, Erlânio Xavier falou da parceria do governo do Estado com a Famem para adesão ao Programa. “A Famem tem o papel de incentivar os prefeitos, para que estes, juntos com suas equipes de Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), e Secretarias Municipais de Assistência Social, localizem as famílias de baixa renda, para usufruírem deste benefício que é o Tarifa Social”, explicou Erlânio Xavier.

Governo entrega poço que beneficiará 80 famílias em Timbiras



“A gente andava 1km todo dia para buscar 8 baldes de água na cabeça. Graças a Deus esse sofrimento acabou”, disse Françoildo dos Reis, que há 40 anos esperava ter água encanada em casa. Neste domingo (29), foi inaugurado pelo Governo Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Social (Sedes), um Sistema Simplificado de Abastecimento de Água (SSAA) no povoado Santa Vitória, localizado no município de Timbiras.

O subsecretário da Sedes, Clovis Paz, explicou que os SSAA fazem parte do Programa Água Para Todos, idealizado pelo Governo do Estado, que visa promover o abastecimento de água nas comunidades rurais do Maranhão.

“Nossa prioridade é proporcionar qualidade de vida às famílias que mais precisam. Ter água potável disponível é um direito mínimo que o governador Flávio Dino, através da Sedes, busca garantir à população maranhense”, disse o subsecretário.

Com um investimento da ordem de 211 mil reais, o SSAA, que beneficiará cerca de 80 famílias, possui 2 mil metros de rede de distribuição e 110 metros de profundidade.

Para o prefeito Antônio Borba, além de água de qualidade e fácil acesso, o poço traz saúde para a população de Timbiras.
“Água é vida e saúde. Agradecemos ao Governo Estado por esse olhar à nossa cidade, com mais um poço inaugurado que irá melhorar a vida da nossa gente. A partir de hoje, 80 famílias não saberão mais o que é o sofrimento de não ter água de qualidade em casa, graças ao governador Flávio Dino”, disse o prefeito.

Os sistemas incluem poço artesiano, reservatório de água com estrutura de concreto, caixa d’água, redes de distribuição principal e secundárias, além de ligações domiciliares.

Bárbara Soeiro vai participar do lançamento da campanha Outubro Rosa, em Brasília

A procuradora da Mulher da Câmara Municipal de São Luís, vereadora Bárbara Soeiro (PSC)
A procuradora da Mulher da Câmara Municipal de São Luís, vereadora Bárbara Soeiro (PSC), vai participar nesta quinta-feira, 3, em Brasília, do lançamento da Campanha Outubro Rosa, que acontecerá no Salão Negro do Congresso Nacional. Promovida pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, a campanha objetiva reforçar o combate ao câncer de mama, incentivando a prática do exame de toque e a prevenção da doença.
Na sessão desta segunda-feira, 30, Bárbara Soeiro destacou a importância da presença no evento, no mesmo período em que a Procuradoria da Mulher do legislativo municipal completa quatro meses de implantação e trabalho voltado à sociedade ludovicense.
“Esse convite é um reconhecimento ao nosso trabalho itinerante, quando a Procuradoria da Mulher vai à base, conversar com as mulheres, informando-as sobre os seus direitos e os dispositivos que lhes dão segurança. Estou muito feliz por prticipar desse projeto. Agradeço ao presidente Osmar Filho e aos demais pares, que sempre nos deram suporte, apoio e sei que estarão sempre comigo nessa luta. O convite do Ministério para participar do lançamento da campanha Outubro Rosa, além de nos honrar, é um reconhecimento ao trabalho digno que estamos realizando frente à procuradoria”, acentuou Bárbara Soeiro.
Conscientização
Entre as doenças que mais matam as mulheres em todo o mundo, destaca-se o câncer de mama. Por isso, a conscientização e a prevenção dessa doença é um dos fatores mais importantes da saúde feminina.
De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INC), estima-se que, por meio da alimentação, nutrição e atividade física, é possível reduzir em até 28%, o risco de a mulher desenvolver câncer de mama. Controlar o peso corporal, evitar a obesidade por meio da alimentação saudável e da prática regular de exercícios físicos, além de evitar o consumo de bebidas alcoólicas, são recomendações básicas para prevenir a doença. A amamentação também é considerada um fator protetor.

Vila São Luís recebe congratulações da Câmara pelos 29 anos de fundação

O vereador Josué Pinheiro
Foto: Paulo Caruá
O bairro Vila São Luís, situado na área Itaqui-Bacanga, acaba de comemorar 29 anos de fundação e recebe aplausos e congratulações da Câmara Municipal de São Luís, pelo registro desse tempo de existência, mantendo um caráter de comunidade de organização desde sua origem. A iniciativa partiu de uma moção apresentada pelo vereador Josué Pinheiro (PSDB), que contou com a aprovação e participação do plenário.
Tendo a sua origem motivada pela expansão ocupacional de várias famílias em busca de habitação digna, o bairro da Vila São Luís, “durante todo esse tempo mostra ter sido o fruto do esforço de homens e mulheres trabalhadores, que conseguiram formar características próprias de uma comunidade que se desenvolveu, dispondo de serviços essenciais, escoas, igrejas, estabelecimentos comerciais diversos que movimentam a economia local, entre outros”, enfatiza a proposição aprovada.
Assinala Josué Pinheiro que “ressaltamos uma das características da comunidade que é a capacidade de seus moradores atuarem conjuntamente pela integração e bem-estar da coletividade, demonstrando satisfação e alegria nos seus atos do cotidiano”. Diante das argumentações, ele finaliza dizendo que “nesta oportunidade, a Câmara Municipal congratula-se com a comunidade do bairro Vila São Luís, pela data comemorativa e ratifica o compromisso do Legislativo com os anseios da população ludovicense”.

Weverton defende que comunidades quilombolas tenham atendimento permanente do programa Médicos pelo Brasil


O senador Weverton (PDT-MA) apresentou uma emenda para garantir que comunidades quilombolas tenham atendimento permanente do programa Médicos pelo Brasil, antigo Mais Médicos. A proposta é ampliar o grupo de populações que recebe atendimento médico pelo programa.
 “O objetivo é incluir populações quilombolas que sofrem pela invisibilidade do Poder Público na sua atenção básica. São pessoas acostumados à desassistência e ao esquecimento. Isso não pode continuar assim”, afirmou o parlamentar.
De acordo com a Fundação Cultural Palmares, existem 3.271 comunidades quilombolas em todo o Brasil. De acordo com Weverton, são os moradores desses locais que serão beneficiados diretamente pela sua proposta.
“Essa parcela da sociedade é historicamente marcada pela resistência ao racismo pela luta constante para ter direito a sua terra. São trabalhadores que precisam ter acesso a um atendimento médico com qualidade”, ressaltou.
Para o senador, a emenda garante o atendimento na área de saúde em localidades completamente desassistidas e de difícil acesso.
“São pessoas que, muitas vezes, vivem em situação de extrema pobreza e não têm acesso aos serviços de saúde. Elas precisam e devem ter atendimento permanente do programa.

No Maranhão, somente no município de Alcântara, mais de 150 comunidades quilombolas serão beneficiadas com a proposta”, destacou Weverton.

Eliziane Gama reafirma apoio a pré-candidatura de Leonardo Sá a prefeito de Pinheiro

A senadora, Eliziane Gama (CDN), reafirmou apoio ao deputado estadual, Dr. Leonardo Sá (PL), onde confirmou presença no Lançamento da sua Pré-candidatura a Prefeito de Pinheiro-MA, no Encontro Municipal do Partido Liberal (PL), aberto ao público, que acontecerá no próprio município, na Associação de Casais com Cristo (ACC), no dia 12 de outubro (sábado), às 9h da manhã.

Othelino Neto destaca no Podcast ações relevantes realizadas na Assembleia em favor da dignidade humana e da vida

No podcast “Diálogos com Othelino”, o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PC do B), destacou a homenagem aos três policiais militares de Grajaú, que saíram em defesa do adolescente Adão Nunes de Sousa, de 14 anos, vendedor de geladinhos, que estava sendo constrangido por um grupo de garotos, porque vendia o produto nas ruas de Grajaú.
“Estes militares deram exemplo de cidadania, de retidão e mostram o nível dos policiais maranhenses. Tal gesto demonstra a humanização dos policiais no momento do ocorrido”, disse Othelino Neto, em referência aos soldados Robert Henrique da Silva Lima, Wesley Alves de Oliveira e Henrique Lima Alves. Ainda sobre o tema, o parlamentar ressaltou também que os garotos que constrangeram Adão são pessoas que necessitam de um melhor acompanhamento da família, para entenderem que não podem traçar uma linha divisória entre aqueles que não pertencem a mesma estratificação social. “Esta homenagem deve ser extensiva a toda a corporação”, frisou.
No Podcast, Othelino pontuou também a aprovação de cidadania e concessão da medalha do mérito legislativo “Manuel Bekman ao padre Luigi Risso, de Pinheiro, por mais de meio século de missão sacerdotal no município. E ele justifica a homenagem pelo relevante trabalho de evangelização e educação que o religioso vem desenvolvendo em Pinheiro e em toda a região, ao longo de cinco décadas. “Ele educou e vem educando várias gerações. É italiano da cidade de Roma e dedicou toda a sua vida à Paróquia de Pinheiro”, enfatizou.
A medalha do Mérito Legislativo “Manuel Bekman foi concedida também esta semana ao secretário estadual de Segurança, Jeferson Portela. O presidente da Assembleia considerou a concessão da honraria a Portela, requerida pelo deputado Duarte Júnior (PC do B), como um reconhecimento mais do que justo pelo que o titular da Segurança Pública do Estado tem feito no atual governo.
“Os indicadores mostram uma grande redução da criminalidade no Estado, embora saibamos que o setor tem muito ainda o que melhorar”, afirmou. Para Othelino, essa é uma homenagem que alcança também o governador Flávio Dino e todos os integrantes do Sistema de Segurança do Estado do Maranhão.

O presidente do Parlamento Estadual destacou também as audiências concedidas a vereadores dos municípios de Pinheiro e Imperatriz e a palestra que ministrou no Encontro de Vereadores das regiões do Mearim e do Médio Mearim, realizada em Esperantinópolis.
Ministra da Mulher
O presidente da Assembleia também lembrou da ministra da Mulher, Damares Alves, que viria à Assembleia receber a medalha “Manuel Bekman”, por iniciativa da deputada Mical Damasceno (PTB). Ela acabou não vindo, mas foi alvo de protestos.
“A deputada Mical Damasceno lançou, nesse dia, a Frente Parlamentar em Defesa da Vida e da Família. A ministra foi alvo de protestos, por força de suas posições, em sua maioria polêmicas. Essa é uma casa plural, com os mais diversos posicionamentos de cunho político e ideológico. É uma casa onde pulsa a democracia. Aqui não há pensamento único, porque isso é coisa de regimes totalitários. O Plenário aprovou tanto a homenagem à ministra como ao presidente nacional da OAB, Felipe Santa Cruz, que tem pensamento divergente da ministra Damares Alves”, ressaltou Othelino.
Ele pontuou ainda no Podcast a campanha “Alema em Movimento no Combate à Depressão e ao Suicídio”, promovida pela Assembleia Legislativa, destacando que essa também é uma ação em defesa da vida.

domingo, 29 de setembro de 2019

Os benefícios das flores e plantas para a saúde


Sandra Martins, florista do Grupo Mateus.

Além de deixarem o ambiente mais bonito, as plantas ajudam a relaxar.

É raro encontrar pessoas que não gostam de estar perto da natureza. As flores trazem um ar de alegria, romance e vida a qualquer ambiente. Quem não gosta de caminhar em um parque ou num jardim com aquele visual colorido e perfumado?

O fato, é que um ambiente com plantas e flores se torna mais agradável. “A mera presença delas já traz uma sensação maior de tranquilidade e paz“, afirma a florista do Grupo Mateus, Sandra Martins.

Benefícios das flores 

Mas, os benefícios das plantas e flores não ficam apenas nos olhos de quem vê. Elas também auxiliam na qualidade dos espaços, sejam internos ou externos. Uma delas é a melhoria da qualidade do ar, já que são capazes de quebrar compostos como o gás carbônico e o benzeno, liberando oxigênio a partir deles.

Ter uma plantinha em casa ou na mesa de trabalho também ajuda a diminuir o estresse do dia a dia. “Além de darem uma cor ao ambiente, as flores e plantas dão a sensação de vida, de tranquilidade e aconchego. Sem contar aquele cheiro bom de quando as molhamos. Tudo isso nos acalma e tranquiliza. Nossa mente fica até mais tranquila e criativa”, explica a psicóloga do Hapvida Saúde, Celiane Lopes.

Além disso, cuidar das plantas é uma terapia. “O simples fato de ocupar a mente com as tarefas de jardinagem já funciona como terapia - principalmente para quem tem rotinas de trabalho muito estressantes e cansativas. O cuidado com as plantas, nesse caso, se torna uma excelente fuga da rotina e uma forma de lazer para o dia a dia”, explica a psicóloga.

Joana Cristina conhece bem os benefícios do cuidado com as plantas. A empresária investe boa parte do seu tempo cuidando das suas plantas. “Acordo cedo só para regar, limpar e admirar minhas companheiras. Me sinto bem com elas. Consigo relaxar e esquecer um pouco os problemas”, garante.

Primavera

Com início no dia 23 de setembro, a primavera segue até o mês de dezembro espalhando cores e perfumes. A estação mais colorida do ano é o período ideal para comprar plantas e flores com preços mais baixos, já que há fartura de flores em todo o Hemisfério Sul.

No Grupo Mateus as lojas da Cohama, Calhau e Renascença seguem até a próximo dia 30, com a exposição “Flores para você”, um espaço todo especial repleto de flores típicas da estação. “Durante todo ano contamos com uma grande diversidade de flores. Nesta exposição, temos uma variedade ainda maior, que vai desde as violetas às tulipas. Tudo com preços ainda mais baixos”, revela Raquel Aciole, gerente comercial do Spazio Mateus.

Não basta apenas comprar e guardar. Para colocar as plantas do quintal ou na janela de casa são necessários alguns cuidados. Por isso, separamos dicas para manter a qualidade e a durabilidade das suas plantas e flores. Confira:

- Ao chegar em casa remova toda a embalagem e troque o estrume.
“As plantas e flores precisam está bem arejadas, por isso aconselhamos a remoção das embalagens. O estrume é o que dar vida a planta e se não for suficiente é preciso trocar a planta de jarro, retirando por completo todo o estrume anterior e adicionando um novo”, ensina a florista.

- Tenha cuidado com a rega!
“O processo de regagem varia muito de uma espécie para a outra. No caso dos mini cactos e as suculentas, a regagem é necessária apenas uma vez por semana. Já a Azaleia precisa de ambiente claro e arejado, por isso requer mais água. É importante lembrar que excesso de água não faz bem para as plantas, já que pode causar o apodrecimento da raiz”, alerta.

- Faça a manutenção!
“A manutenção deve ser constante com a retirada de galhos secos, adubação, prevenção de pragas, tudo para garantir que sua planta dure mais. Cada flor possui um jeito único de ser cuidada, de acordo com sua espécie. Procure se informar sobre as necessidades da planta”, orienta.


-Conservando buquês
“Para conservar as rosas em buquês a primeira regra é a mesma: retirar toda a embalagem, fitas e outros enfeites para facilitar a respiração das plantas. Depois, faça pequenos cortes diagonais de 1 cm com uma tesoura ou uma faca afiada nas pontas das hastes das flores para auxiliar a absorção da água. Em seguida, escolha um local fresco e arejado, sem exposição direta ao sol ou ao vento e, de preferência, distante do ar-condicionado, que causa desidratação nas flores. Por fim, é recomendado trocar a água do vaso diariamente e remover folhas, flores ou pétalas que estiverem morrendo”, finaliza.

Maranhão: Projeto promete revolucionar o Centro Histórico da capital


Dez imóveis históricos, de propriedade do Governo, serão gratuitamente cedidos pelo prazo de 30 anos para utilização de atividade econômica, desde que preservados, explicou o secretário Rubens Júnior
O secretário das Cidades e Desenvolvimento e Desenvolvimento Urbano do Estado do Maranhão, Rubens Júnior, acompanhou na tarde desta quinta-feira (26), mais uma rodada de visitação aos prédios públicos do Centro Histórico de São Luís, que integram o edital Adote um Casarão. Essa foi a terceira rodada de vistorias, que acontecem nas terças e quintas-feiras, e contou com a presença de aproximadamente 25 empresários e empreendedores de diversos segmentos do comércio interessados em investir na capital.

Os casarões estão localizados nas ruas da Palma, Ribeirão, Estrela, Giz, Portugal e praça João Lisboa. Rubens Pereira Júnior explicou como a administração pública estadual está administrando o projeto.“São 10 imóveis da região central da cidade para que sejam cedido por 30 anos, gratuitamente, para exploração de alguma atividade econômica. Com ações concretas como essa, o Governo avança, gera emprego e renda, incentiva novos negócios, promove a ocupação sustentável, reduz os vazios urbanos e, com isso, quem sai ganhando é todo estado”, disse.

Para o empresário do setor de restauro patrimonial, George Lago, o programa é o que o empresário precisa. “O governo está no caminho certo implementando políticas públicas voltadas para fomento do comércio local e revitalização do Centro Histórico. Gostamos de dois prédios e estamos analisando ainda alguns detalhes”, afirmou.

Já a empreendedora Arianã Santos da Cruz achou interessante esse "novo olhar" do governo para o Centro de São Luís. “Eu vejo que é uma nova oportunidade, não só de comércio mas para o resgate e valorização da nossa cultura e história, que são tão ricas e com grande diversidade. A proposta vai impulsionar as ideias, os valores e os saberes maranhenses”, frisou a empreendedora.

Ao todo, já participaram das visitações cerca de 70 empresários e, para os que têm interesse, basta entrar em contato pelo email: nossocentro@secid.ma.gov.br.

Formas de participação

O secretário explica ainda que poderão participar do presente concurso pessoas físicas ou jurídicas, individualmente ou em consórcio, ou seus representantes legalmente constituídos. Os consórcios que poderão participar deste edital devem ser de caráter estritamente econômico ou de interesse, entre pessoas físicas ou jurídicas de direito privado, com ou sem fins lucrativos, visando ao usufruto das contrapartidas de maneira distinta, conforme finalidade específica de cada um dos entes consorciados.

Os interessados deverão encaminhar as propostas de ocupação de cada imóvel desejado num prazo de até 45 dias, a partir da publicação deste Edital, para a Comissão de Acompanhamento do Programa Adote um Casarão (CAPAC), dando entrada no Setor de Protocolo da Secretaria das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), situada à Avenida G Avenida Getúlio Vargas, 1908, Monte Castelo, São Luís – MA, CEP: 65030-005, de segunda a sexta-feira, no horário das 13:00 às 18:30 horas. É possível que um mesmo particular ou consórcio apresente propostas para mais de um imóvel listado no edital.

O certame do Adote um Casarão faz parte das ações do Programa Nosso Centro realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secid. O edital Adote um Casarão foi lançado no dia 6 de setembro, e o prazo final para habilitação das propostas será dia 23 de outubro.

Flávio Dino afirma que decisão do STF garante a ampla defesa

.
Num pedido de habeas corpus, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quinta-feira (26) que o réu delatado deve apresentar suas alegações finais após o réu delator. Isso para garantir a ampla defesa e o princípio básico do contraditório.
Por maioria de 6 votos a 3, a decisão pode anular várias condenações da Operação Lava Jato, inclusive a do ex-presidente Lula no caso do Triplex, do Guarujá.

Na opinião do governador do Maranhão, Flávio Dino, que foi juiz federal, o STF declarou que o artigo 5º, inciso LV, da Constituição continua a valer, ao determinar o respeito ao princípio do contraditório e da ampla defesa.

“Nenhum processo judicial deve ser conduzido como uma mera filigrana, como se ao réu só coubesse a condenação inexorável”, diz o governador.

“O processo é um instituto que confere legitimidade ao exercício do poder estatal. Sem respeito ao devido processo legal não existe Estado Democrático de Direito e qualquer um pode ser vítima de violências. Presunções de liberdade e de inocência são conquistas seculares”, completou.

Presidente da CCJ garante que critérios de repasses aos Municípios da cessão onerosa serão mantidos




Em mais um encontro no Congresso Nacional para reforçar a importância da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição 98/2019, que trata da cessão onerosa, o presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Glademir Aroldi, se reuniu com o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados, Felipe Francischini (PSL-PR), e outros parlamentares nesta quarta-feira, 25 de setembro. A matéria estava prevista para ser votada na sessão de hoje, mas foi retirada de pauta.
O presidente da CCJ chamou o presidente da CNM para explicar que a PEC não foi discutida hoje na comissão porque é necessário dar celeridade à promulgação do trecho do texto que trata da autorização para a realização do leilão, inicialmente marcado para novembro. Esse dispositivo da PEC já foi aprovado sem alterações na Câmara e no Senado. Na prática, isso facilitaria a realização do leilão, que depende de autorização do Tribunal de Contas da União (TCU).
Apesar de não ter sido apreciada na Comissão nesta quarta-feira, o presidente da CCJ confirmou que os 15% destinados aos Municípios serão mantidos, bem como a distribuição dos recursos pelos critérios do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). O texto deve ser debatido apenas no que diz respeito ao que será repassado aos Estados.
Antes de ir a Plenário, a PEC será apreciada e votada na CCJ e depois em uma Comissão Especial. A autorização do leilão deve ocorrer nos próximos dias. O movimento municipalista continua atuando e acompanhando de perto para que o texto seja aprovado o mais breve possível.

Setres realiza atendimento às pessoas com deficiência, visando à inclusão no mercado de trabalho



Ações sobre o ‘Dia D’ são realizadas no Sine Imperatriz.

O Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria do Trabalho e Economia Solidária (Setres) e da Agência Estadual do Trabalho de Imperatriz e do município de Codó, realizaram ações mútuas sobre o ‘Dia D’, dia dedicado pela Rede do Sistema Nacional de Emprego (Sine), para atendimento às pessoas com deficiência e aos beneficiários reabilitados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), visando à inclusão no mercado de trabalho.
De acordo com o INSS, os beneficiários reabilitados são pessoas incapacitadas parcial ou totalmente, para exercer atividade laboral, e que cumpriram o Programa de Reabilitação Profissional.

Para Aldenice Silva, de 41 anos, que já está há dois anos em busca de uma oportunidade na área de serviços gerais, o Sine representa uma esperança para o trabalhador. “Gostei muito da palestra e dos serviços do Sine, agora é só esperar para ser chamada para a entrevista”, disse.

Em Imperatriz, o evento iniciou desde as 7h45, com a recepção dos convidados pela equipe do Sine, em seguida, com a ministração de uma palestra feita pelo Coordenador Anildo Araújo, que abordou a importância do “Dia D”.
“O nosso objetivo maior, era a intermediação da mão de obra, trazendo as empresas às pessoas que tinham interesse em serem inseridas de volta ao mercado de trabalho. Ficamos muito satisfeitos com o resultado, já que além da grande demanda do serviço, conseguimos ampliar nossas parcerias com as empresas cadastradas”, disse Anildo Araújo.

Após a ministração realizada por Anildo Araújo, a assistente social, Dória Lima Ribeiro Linhares, abordou o tema “Inclusão social e profissional das pessoas com deficiência no mercado de trabalho e Beneficiários Reabilitados do INSS”. O evento encerrou às 13h.

Ações sobre o ‘Dia D do Trabalhador’ são realizadas no Sine Codó.

#SetresEmAção

Na próxima quarta-feira (2), ocorrerá a próxima edição do ‘#SetresEmAção’, em Estreito, para celebrar o dia de inclusão social e profissional das pessoas com deficiência e dos beneficiários reabilitados do INSS. Para isso, a Secretaria do Trabalho oferecerá serviços de emissão de carteira de trabalho; RG; CPF; Certificado de Reservista, e encaminhamento para o mercado de trabalho.

Gutemberg Araújo lembra o Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos

Gutemberg Araújo lembra o Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos
A Campanha ‘Setembro Verde’ , que intensifica a doação de órgãos e tecidos em todo o país, também foi instituída no calendário municipal por Lei 6.187/2017, de autoria do médico e vereador Dr. Gutemberg Araújo.
Nesta sexta – feira, 27, quando é celebrado o Dia Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos, o vereador concedeu entrevistas na Tv Difusora (programa Bom dia Maranhão) e Rádio Difusora (programa Repórter Difusora) para esclarecer mais sobre os procedimentos para a doação de órgãos.
“A única maneira de quebrar ‘tabu’ é com informação. São feitos vários testes que correspondem a todo um protocolo para definir a morte encefálica da pessoa, que está na UTI com o cérebro morto, mas o coração batendo. Entendo que para a família é difícil aceitar a morte. Mas o coração desse familiar querido, que teve morte encefálica, pode dar vida a outra pessoa. Eu sou doador de órgãos e entendo que o ato de doar é um ato de amor e de solidariedade”, esclarece Dr. Gutemberg.
No Maranhão, mais de 600 pacientes aguardam na lista de espera para a realização de transplantes de órgãos.
A falta de conhecimento para o procedimento de doação aumenta a lista de espera. Por isso, Dr. Gutemberg também criou a Lei nº 325, ainda em 2013, que dispõe sobre a obrigatoriedade da divulgação de materiais impressos nos hospitais, prontos socorros e clínicas médicas, estimulando a doação de órgãos, tecidos e partes do corpo humano para transplantes, informando os procedimentos legais para a realização da doação e o número de telefone, site, e-mail da Central de Transplantes do Estado do Maranhão.
“No Brasil, para ser doador de órgãos é preciso conversar com a sua família e manifestar o seu desejo de doar. Doadores vivos podem realizar a doação de rim, parte do fígado e da medula óssea. No Maranhão temos a Central de Transplantes, no Hospital Carlos Macieira. Os contatos são: 3268-6960/ 98424-6434”, completa o vereador

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Governo do Maranhão e parceiros criam cooperativa para detentos


“Esse evento está garantindo esperanças à pátria. Além de combater injustiças, estamos mostrando que cuidamos de interesses maiores da sociedade e contribuímos para que pessoas possam ter uma chance de recomeçar”, destacou Flávio Dino
A criação de uma cooperativa destinada aos internos e egressos do sistema prisional do Maranhão é o foco do Memorando de Atendimento celebrado, nesta quarta-feira (25), no Salão de Atos do Palácio dos Leões, pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e com o Instituto Humanitas 360. O projeto é pioneiro no país.

O termo objetiva implantar, inicialmente, no Complexo Penitenciário São Luís, por meio de uma cooperativa, iniciativas empreendedoras para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL) e egressas do sistema prisional, contribuindo para que os beneficiados possam ter sua própria fonte de renda.

“Esse evento está garantindo esperanças à pátria. Além de combater injustiças, estamos mostrando que cuidamos de interesses maiores da sociedade e contribuímos para que pessoas possam ter uma chance de recomeçar”, destaca o governador do Maranhão, Flávio Dino.

A inciativa de criar ações produtivas para apenados e egressos do sistema penitenciário faz parte do Justiça Presente. Criado pelo CNJ, o programa fomenta e desenvolve iniciativas entre os poderes judiciário e executivo com o fim de tratar a crise estrutural do sistema carcerário brasileiro e, também, de garantir oportunidades efetivas de ressocialização a pessoas presas.

“Existe a condição favorável e o comprometimento com uma iniciativa inovadora e sofisticada de se tratar a multiplicação de trabalho e renda na perspectiva do empreendedorismo das pessoas que passam pelo sistema prisional, essa é a iniciativa do Programa Justiça Presente”, afirma o juiz auxiliar da Presidência do CNJ, Luís Geraldo Lanfredi.

Com o projeto, deverão ser instaladas oficinas de trabalho baseadas em economia colaborativa, para oferecer oportunidades de qualificação profissional e de trabalho e renda às pessoas privadas de liberdade e egressos do sistema prisional do Maranhão.

“A Seap já conta com iniciativa de criar espaços que beneficiem com dignidade, por meio do trabalho nas unidades prisionais, os custodiados. Com a assinatura desse memorando, vamos ampliar essas oportunidades e a intenção é que sejam contemplados, ainda este ano, internos da UPSL 1, UPSL 2 e a Unidade Prisional Feminina”, informou o secretário Murilo Andrade.

Para o desembargador Carlos Vieira Von Adamek, secretário-geral do CNJ, o projeto pode colocar o Maranhão na vanguarda da proteção dos direitos. “Temos no Maranhão lideranças, comprometimento e um alinhamento de forças que permite apostar em ações transformadoras que podem incidir eficientemente para debelar o estado inconstitucional que dominou o sistema prisional”, disse.

De acordo com Patrícia Villela, presidente do Instituto Humanitas 360, as partes envolvidas no projeto possuem “visão de nação e plano de ação”. “Temos aqui um engajamento cívico e cidadão em todas as esferas. Um verdadeiro exercício de democracia plena, de soberania e de relevância dos direitos dos mais necessitados”, defendeu.

A implementação do projeto também conta com a colaboração da Cooperativa Social do Maranhão (COOESEMA), que será responsável pela instalação das oficinas de trabalho nas unidades prisionais do Complexo Penitenciário São Luís.

Márcio Jerry destaca experiência dos IEMAs no acesso à educação


O deputado federal Márcio Jerry destacou a experiência exitosa dos IEMAs durante sua fala na Comissão de Ciência e Tecnologia, na Câmara dos Deputados, nesta quinta-feira (26). Ele citou um exemplo de estudantes de Pindaré, que venceram uma competição de robótica na Europa um ano e meio após a inauguração da escola na cidade.

“A única coisa que eles fizeram de diferente foi terem tido a oportunidade de estudar em uma escola de qualidade em tempo integral, com debate de tecnologia e ciência no ensino médio. Na educação é assim, quando você tem oportunidade e estímulo, os resultados são absolutamente certos”, afirmou o congressista.

O Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA) faz parte do projeto de ensino integral implementado pelo governador Flávio Dino (PCdoB), que assumiu o Palácio dos Leões em 2015. Desde então, são 13 unidades de ensino médio e técnico e mais 13 unidades de ensino profissionalizante, que já beneficiaram diretamente mais de 26 mil alunos. Contando com os Centros Educa Mais e os Núcleos de Educação Integral, são mais de 50 unidades de ensino integral em todo o estado. Até 2014, não havia nenhuma escola desse tipo.

Flávio Dino e Bolsonaro - caminhos diferentes para o Brasil


Flávio Dino, no Roda Viva, e Jair Bolsonaro, na ONU, apresentam ideias opostas de país e de governo.
No início desta semana os brasileiros tomaram conhecimento de duas ideias opostas para o Brasil, a maneira como dirigi-lo e em benefício de quem. Estas ideias foram apresentadas, primeiro, pelo governador do Maranhão, o comunista Flávio Dino, no programa Roda Vida, da TV Cultura, na segunda-feira (23). Depois, na terça-feira (24), no discurso pronunciado na abertura da 74ª Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), que tradicionalmente é feita pelo presidente brasileiro cabendo, assim, ao mandatário de extrema direita Jair Bolsonaro.

Em seu discurso perante quase duzentos chefes de Estado, chanceleres e representantes nacionais na Assembleia da ONU, Bolsonaro foi o falastrão costumeiro. Faltou com a verdade em assuntos como as queimadas da Amazônia, o papel dos médicos cubanos no Brasil, o desempenho da economia brasileira, a defesa da soberania de nosso país.

Talvez Bolsonaro só tenha sido sincero quando falou das privatizações que seu governo pretende promover, ou somente nos momentos em que se referiu às fantasias ideológicas que povoam sua mente, como a tese de que o Brasil estaria à beira do socialismo, ou quando se referiu ao que chama de “ideologia de gênero.” Ele iniciou seu discurso falando em "um novo Brasil, que ressurge depois de estar à beira do socialismo" - uma dupla falácia: o Brasil nunca se aproximou sequer do avanço civilizatório significado pelo socialismo, nem é novo sob o comando das forças de extrema direita que comanda, mas o velho, atrasado e arcaico Brasil das oligarquias que dominam o Estado brasileiro desde o Império, que terminou em 1889, e fazem do país uma enorme fazenda para a produção de commodities para o mercado mundial.

Ele falta com a verdade quando diz que seu governo trabalha para diminuir o desemprego e a violência - quando o número de trabalhadores sem ocupação ultrapassa os 13 milhões, e no momento em que o país assiste, consternado, ao assassinato da menina Agatha Felix, de 8 anos de idade, com um tiro de fuzil disparado por um policial militar, na periferia do Rio de Janeiro. Fala essa desfaçatez sem rubor nas faces! Não ruboriza sequer quando diz um absurdo como "Meu país esteve muito próximo do socialismo" - uma afirmação cara à direita que considera a ação estatal na economia, a existência de empresas públicas estratégicas, com socialismo - fantasia ideológica de direita já usada no passado, em plena ditadura militar, para descrever a ação estatal do governo do general Geisel e justificar a chamada "desburocratização", de forma semelhante à que Bolsonaro faz agora, com a "novidade" de culpar a essa natureza da ação estatal as costumeiras acusações de corrupção. Em seu delírio direitista chegou a acusar como agentes políticos "infiltrados" aos profissionais cubanos do programa Mais Médicos - que tantos e reconhecidos serviços prestaram ao povo brasileiro! Atacou Cuba e a Venezuela, na cantilena provocativa de seus patrões estadunidenses.

A verdade também escasseou em sua defesa do "livre mercado" e das privatizações, e na afirmação de que a economia brasileira está reagindo - onde? como? Não há verdade quando fala que "a gestão competente e os ganhos de produtividade são objetivos imediatos do nosso governo". Escasseia também - e o mundo sabe disso, informado pela imprensa costumeiramente atacada por Bolsonaro - quando alude ao compromisso de seu governo com a preservação do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável - palavras ilusórias que são um pobre biombo para encobrir a ação, tolerada e incentivada por seu governo, de incendiários e depredadores da Amazônia - ação registrada pelos olhos de satélites meteorológicos e pelos olhos humanos dos moradores de cidades brasileiras que a fumaça das queimadas recentemente transformou o dia em noite.

Enfim, um rosário de afirmações de escassa verdade e excessiva ideologia de extrema direita orientou a apresentação feita perante a ONU - e o mundo - pelo ex-capitão que dirige o governo de extrema direita no Brasil - afirmações que ele não teve a coragem política de fazer claramente durante a campanha eleitoral de 2018 pois se o fizesse com a mesma clareza, com certeza teria perdido votos de eleitores democratas.

Tom diametralmente oposto teve a entrevista do governador Flávio Dino (PCdoB-MA), no Roda Viva, da TV Cultura.

O radical contraponto entre os dois apareceu logo no início do programa, quando Flávio Dino foi anunciado como o intransigente defensor da democracia, do progresso social e da soberania nacional. Durante a entrevista, ele defendeu um “novo projeto nacional democrático e social”, que incorpore duas “grandes tradições” progressistas do país, o “trabalhismo” de Getúlio Vargas, João Goulart e Leonel Brizola, e o “lulismo” dos governos Lula e Dilma.

Flávio Dino é um radical defensor do diálogo entre as forças democráticas e progressistas, sem veto a qualquer partido ou personalidade desde que voltados à defesa da democracia, da soberania brasileira e dos direitos do povo, sobretudo os mais pobres. Nesse sentido, defendeu o diálogo e a convergência: "é dever de todo patriota" tentar unir estas duas grandes tradições, o trabalhismo e o lulismo. Seria errado , disse, fazer um discurso que negue o papel do PT, "que é imprescindível". E, com veemência, pregou ser preciso colocar acima de tudo "a unidade, o diálogo, a união, não por conta de partidismo - não temos o direito de colocar interesses parciais, partidários, na frente da perspectiva de retomar o Brasil para uma perspectiva progressista", numa "política que represente fraternidade, solidariedade, esperança, num programa transformador" que agregue inclusive segmentos além da esquerda e junte todos os democratas, progressistas e patriotas. As palavras- chaves deste programa são, disse, "democracia política, soberania nacional, direitos dos mais pobres".

Flávio Dino, que se proclama "católico, apostólico, romano", admirador do papa Francisco e devoto de São Francisco de Assis, citou o profeta Isaías na defesa de um programa avançado para o Brasil, ao dizer que a paz verdadeira só existe quando há Justiça.

Fase lembrada no contexto da argumentação sobre um tema do qual, disse, a esquerda deixou a direita se apropriar - a bandeira política da segurança pública. Foi enfático - cabe ao poder público proteger os cidadãos e a sociedade nos termos da lei, sem exageros repressivos mas com a força da lei.

Segundo Flávio, a esquerda e as forças democrática e progressistas precisam ter mais nitidez programática; é urgente atualizar o programa, reconectar o discurso com os segmentos populares que sofrem com a recessão e o desemprego. "Vivemos - acusou - uma era de retrocesso político, social; de inércia econômica naquilo que é o principal, que é cuidar das pessoas".

É preciso, disse, retomar os investimentos públicos pois, sob um padrão de concentração nas mãos de poucos - como ocorre neste governo de extrema-direita - o governo não cuida das pessoas mas apenas dos muito ricos.

Como financiar a ação do Estado e do governo num programa capaz de atender a todos? Flávio lembra que o Brasil tem 380 bilhões de dólares em reservas internacionais, valor que corresponde a 20% do PIB. Em sua opinião poderia ser criado, com base nessas reservas, um Fundo garantidor de parcerias público-privadas, para garantir e fomentar o investimento privado na economia. Além disso, referiu-se à injusta e concentradora situação fiscal brasileira, que privilegia aqueles que tem rendimentos mensais acima de 40 mil reais - que pagam menos impostos do que os demais. Ele defende uma reforma tributária baseada mais na tributação do lucro, da renda e da propriedade. e menos na tributação do consumo, que é concentradora de renda e injusta. É preciso, insiste, eliminar o que foi adotado em 1995, no governo de Fernando Henrique Cardoso - a isenção de impostos sobre lucros e dividendos - algo inédito no mundo.

Isto é, Flávio Dino - em contraponto ao direitista rancoroso Jair Bolsonaro - defende a união dos brasileiros em torno de um governo capaz de atender a todos, que cuide do povo e das pessoas e não somente dos muito ricos, da ganância do capital e dos interesses imperialistas. É esta a disjuntiva em que o Brasil se encontra hoje, e que neste começo de semana foi exposta claramente na apresentação das ideias de Flávio Dino, que se contrapõe fortemente à falta de compromisso com a verdade manifestada por Jair Bolsonaro.

*José Carlos Ruy é jornalista e escritor.

‘Acorda Trabalhador’ promove bate papo sobre redes sociais no ambiente de trabalho, no Sine, em São Luís



As redes sociais vieram para modificar as nossas experiências relacionadas à comunicação e internet, isso todo mundo sabe! A questão é, se realmente a comunicação via internet de forma instantânea e o entretenimento, auxiliam e acrescentam no ambiente corporativo. Uma pesquisa realizada pela Triad Consulting, empresa especializada em produtividade, revelou como os profissionais brasileiros gastam seu tempo de trabalho na internet. Os resultados surpreendem e mostram como a produtividade cai com o uso da internet no trabalho.

Cerca de 80% das pessoas gastam até 3 horas da jornada de trabalho com atividades que não contribuem com seu serviço, sendo que boa parte destas horas é gasta na internet.Nesse contexto, a temática “Redes sociais no ambiente de trabalho”, foi o tema da atividade ‘Acorda Trabalhador’, desenvolvida pelo Governo do Maranhão por meio da Secretaria de Estado do Trabalho e da Economia Solidária (Setres).

A atividade é realizada semanalmente às terças-feiras, na agência do Sistema Nacional de Emprego (Sine), do Centro de São Luís, e tem como principal objetivo, oferecer momentos que elevam a autoestima e ofereça informação aos trabalhadores, que estão em busca de algum serviço do Sine. Para o secretário do Trabalho e da Economia Solidária, Jowberth Alves, a temática abordada no ‘Acorda Trabalhador’ é essencial para colocar em pauta, uma discussão extremamente necessária.

“Usar a internet no trabalho é um assunto que gera muita discussão. Saber os limites de quando ela é benéfica e quando ela prejudica, é o grande desafio. Abordar essa temática para esclarecimento dos trabalhadores é de suma importância. Temos que usar as redes sociais como aliadas para o uso do trabalho e também pessoal”, pontuou.

A mediadora do “bate papo”, foi a psicóloga do setor de Orientação Profissional da agência Sine São Luís, Dilene Moraes. “É necessário em primeiro lugar, que o trabalhador saiba ponderar o tempo utilizado nas redes sociais nos ambientes corporativos, tendo em vista que usamos alguns aplicativos como ferramenta de contato diário para assuntos profissionais”, ressaltou. A psicóloga alerta ainda, para o tipo de conteúdo postado nas redes sociais para candidatos às vagas de emprego. “Grandes empresas atualmente tomam como critério de avaliação para uma contratação, o tipo de conteúdo postado nas redes sociais. Você é o que você posta no mundo virtual”, finalizou.

‪‘Acorda Trabalhador’‬

‪A atividade é voltada ao público que busca atendimento de intermediação de mão de obra e seguro desemprego, na agência do Sine Centro e acontece no salão de atendimento da agência, com duração aproximada de meia hora. Utilizando recursos audiovisuais e subdivida em quatro eixos, acolhida; momento cívico; momento de espiritualidade; e reflexão a partir de algum tema específico, a atividade eleva a autoestima e a capacidade reflexiva do trabalhador. ‬

‘Ação Germinar’

‪O ‘Acorda Trabalhador’ integra as atividades da ‘Ação Germinar’, iniciativa do Sine que objetiva desenvolver ações pontuais, estruturadas de curta duração e de forma sistematizada, proporcionando ao trabalhador, um espaço de reflexão sobre as demandas envolvidas no processo de contratação ou de recolocação profissional.‬

‪Sine‬

‪O Sistema Nacional de Emprego (Sine), é responsável pela ligação entre as empresas e os trabalhadores que estão à procura de emprego, visando a inserção no mercado de trabalho, por meio de vagas captadas junto a empregadores, reduzindo o tempo de espera e a assimetria de informação existente no mercado de trabalho, tanto para o trabalhador quanto para o empregador. O cadastro dos trabalhadores é feito nas agências do órgão, sendo necessária a carteira de identidade.

Wilson Zara no Sarará



O cantor e compositor Wilson Zara canta nessa sexta-feira (27), às 23h, no Pub Sarará Gril (rua entre a Atalaia e Donvel Veículos), no bairro do Coroado. No show inédito, Zara interpretará sucessos eternizados por Raul Seixas. Abrindo os trabalhos da sexta no Pub, Márcio MPB cantará às 19h. No sábado (28), a cantora Andréia Alves agita o público com o melhor da MPB, sertanejo e forró.

Palco Produções
Antiga Oficina de Interpretação SLZ, a nova Palco Produções concorre em nove categorias do prêmio “Melhores do Ano”, promivido pelo Grupo Volts. O espetáculo ‘High School Musical’, sucesso de publico e crítica, em suas três temporadas em São Luís/MA e em São Paulo/SP, recebeu seis indicações e concorre ainda na categoria “Melhor Espetáculo de Teatro”. Em sua primeira edição, a premiação do Grupo Volts estimula o investimento, a visibilidade e a produção no mercado de cultura e entretenimento no Maranhão. Acontecerá no dia 29 de novembro/19, no Teatro Sesc, com apoio do Sesc Maranhão. Para votar acesse http://sitevolts.com.br/premio/.

História da Arte no MA
Com promoção da Ufma, por meio do Departamento de Artes Visuais e apoio do Departamento de Assuntos Culturais (Dac/Proexce), o seminário ‘História da Arte no Maranhão: Coleções, Ensino e Imprensa Feminina’ acontecerá no dia 02 de outubro/19, das 14h às 17h, no Casarão Azul da UFMA (rua Humberto de Campos, 174), Centro histórico de São Luís/MA. Aberto ao público, o evento será ministrado pelos professores Frederico Silva (Deartes), Valéria Pereira, Júlio Máximo, Ana Raquel Farias e Amanda Silva. A realização é do Projeto de Pesquisa História da Arte no Maranhão: Crítica e Colecionismo nos Entreséculos (XIX e XX).

Festejo São Francisco/Santa Clara
O tradicional festejo da Paróquia de São Francisco e Santa Clara do bairro Habitacional Turu, em São Luís/MA, continuará até 04 de outubro/19, com o tema ‘Vindos em Fraternidade, Francisco e Clara nos inspiram para a missão’. Na programação, liturgias, atrações culturais, venda de lanches e comidas típicas. No dia 04 de outubro/19, às 18h, acontecerá a maior procissão da região, seguida de missa, às 19h30. A procissão sairá da antiga Praça do Poeirão, percorrendo as ruas do bairro e encerrando na sede da paróquia, com liturgias, OFS, Jufra, Irmãs Marianas e muitas atrações culturais.

Curtas Maxtec premiará R$ 3 miL
Continuam abertas até o dia 03 de outubro/19 as inscrições para o Festival de Curtas Metragens Maxtec. Com temática ‘sustentabilidade e meio ambiente’, o festival será realizado em São Luís/MA e terá premiação em dinheiro no valor de R$ 3 mil. Edital no site: http://abre.ai/curtamaxtec. Por meio da realização do Festival de curtíssima (até 3 minutos) a empresa incentiva a produção de trabalhos voltados para essa temática, valores que fundamentam a empresa maranhense. Iinformações: 98 99994 0332 e email marketing@maxtecservicos.com.br.

‘Peregrina’ em cartaz até outubro
A exposição ‘Peregrina’, que reúne 30 desenhos em grafite e óleo sobre papel produzidos pela jovem desenhista Lua de Carmim, continua em cartaz até o dia 18 de outubro/19, na Galeria Antônio Almeida do Palacete Gentil Braga (rua Grande, 782-Centro), em São Luís/MA. Contemplada pelo Edital de Ocupação da referida galeria, a mostra é aberta ao público. Com realização da UFMA, via Departamento de Assuntos Culturais (Dac/Proexce), a mostra tem apoio da Fundação Sousândrade, Universidade FM, TV Ufma e Ascom/Ufma. Está aberta ao público de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 18h. Para agendar visitas monitoradas ligue: 98 3272 9361 e 9362.